• Home
  • Unificado
  • Notícias da semana: ricos ainda mais ricos, Moro mente, dentes de ouro…

Notícias da semana: ricos ainda mais ricos, Moro mente, dentes de ouro…

Retaliação abusiva

A direção da Petrobrás cancelou, unilateralmente, no dia 6, contrato que mantinha com o escritório do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz. O escritório defendia a companhia em causas trabalhistas. Recentemente, Santa Cruz foi alvo de mais um pronunciamento desrespeitoso de Jair Bolsonaro, em relação a seu pai, morto pela ditadura. Como nunca antes, a Petrobrás está sendo usada para atacar opositores de Bolsonaro.

 

 


Mais desmanche

A Petrobrás estuda a criação de uma empresa com suas termoelétricas para vendê-la por meio de uma abertura de capital. A informação foi passada por analistas que se encontraram com a diretoria da estatal durante café da manhã no dia 6. Relatórios apontaram, também, que a estatal pode vender algumas rotas de gás que ligam o pré-sal. Se não tiver resistência da sociedade e dos trabalhadores, não vai sobrar nada da maior empresa do país.


Ricos ainda mais ricos

De 2015 para cá, o patrimônio milionários aumentou 45%, enquanto o da chamada classe média baixa recuou 20%. Um dos motivos apontados para a alta da concentração de renda é o elevado nível de desemprego. Segundo o presidente do Itaú, Cândido Bracher, com tamanho desemprego, o país pode crescer sem aumentar a pressão inflacionária. Ou seja, o desemprego de milhões de pessoas faz a alegria de alguns poucos milionários.


Relicitação de Viracopos

Decreto de Bolsonaro emitido dia 7, permite que empresas que tiveram concessão pública e estão em dificuldade financeira possam devolver as concessões e serem ressarcidas por isso. A medida deve atingir, além de rodovias, a concessão ao aeroporto Viracopos, em Campinas. Isso é que se chama capitalismo sem risco, compra barato, se não der lucro, o governo arca.


Campanha #MoroMente

Preocupada com o discurso de relativização da legalidade e de normalização de desvios, a Associação Brasileira de Juristas pela Democracia lançou, no dia 1 de agosto, a campanha #MoroMente para mostrar à população quais foram as violações de direitos cometidas pelo ex-juiz, e apontar as mentiras que ele conta para justificar sua atuação criminosa durante a Lava Jato.


Mais censura

A medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos, Jucielen Romeu, foi censurada quando se prontificou a falar sobre racismo e empoderamento feminino. O veto partiu do treinador-chefe da seleção brasileira, Mateus Alves. “Ela não pode falar disso. Está proibida. Ela não pode falar desse tipo de coisa”, disse Mateus, se colocando à frente da atleta na zona mista onde ela estava sendo entrevistada.


Sorriso com o seu dinheiro

O deputado evangélico Marco Feliciano obteve da Câmara o reembolso de R$ 157 mil para embelezamento dos dentes. O pedido foi rejeitado em abril pela equipe técnica da Câmara por haver incompatibilidade de valores e problemas na descrição dos procedimentos. Feliciano recorreu da decisão e a Mesa Diretora, formada por sete parlamentares, acabou aprovando o gasto.


Doria sendo Doria

Um material didático produzido pelo governo de São Paulo e direcionado a escolas estaduais, sob a gestão de João Doria (PSDB), contém texto publicitário do próprio governo, com erros gramaticais, e um exercício com uma questão cuja resposta, a ser completada por alunos, é o nome do governador. Assim a coleção Aprender Sempre vai mudar o nome para “Aprender a se promover com o dinheiro público”.