• Home
  • Unificado
  • Notícias da semana: fujão de Davos, salário mínimo, censura…

Notícias da semana: fujão de Davos, salário mínimo, censura…

Acidente com a P-70

Um trabalhador morreu  e outros cinco foram internados em hospital após, segundo a Petrobrás, terem ingerido álcool etílico. Os trabalhadores são da empresa holandesa Boskalis, contratada pelo estaleiro para realizar o transporte da plataforma. Nenhum deles integra os quadros da estatal.  A plataforma foi construída no estaleiro COOEC, em Qingdao, na China e está a caminho do Brasil para operar no pré-sal.


Fugiu de Davos

O presidente Jair Bolsonaro confirmou no dia 8 a sua não ida ao Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça). A decisão foi motivada por motivos de segurança, devido aos ataques dos EUA contra o Irã. O presidente fujão vai enviar o ministro da Economia Paulo Guedes em seu lugar. Há no governo o temor de que grupos pró Irã protestem contra a subserviência do Brasil aos EUA.


Censura

Uma reportagem do programa “Fique ligado”, da TV Brasil, sobre a exposição “O Pasquim 50 anos”, em cartaz no Sesc de São Paulo, teve suprimido um trecho que mencionava a prisão de jornalistas do semanário durante a ditadura militar. O programa foi na semana passada, a parte cortada mostrava o episódio que ficou conhecido como a “Gripe do Pasquim”, quando nove jornalistas do folhetim foram presos durante dois meses. A Empresa Brasileira de Comunicação (EBC) afirmou que a edição da matéria seguiu critérios técnicos.


PEC da incompetência

Governistas contam com a aprovação da chamada PEC da Regra de Ouro (Proposta de Emenda à Constituição 438/18), que prevê a possibilidade de redução da jornada de trabalho e do salário de servidores públicos, a demissão de concursados que ainda não têm estabilidade e de funcionários que ocupam cargos em comissão. Outras as medidas previstas na PEC reduzem incentivos fiscais e ampliam a venda de ativos e bens públicos. O texto já foi aprovado na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). Segundo a oposição, essa é a PEC da incompetência, pois joga sobre os ombros dos servidores a incapacidade do governo de gerar e gerir recursos.


Rota alternativa

A Petrobrás confirmou no dia 8 que, por motivos de segurança, suspendeu o trânsito de seus petroleiros pelo Estreito de Ormuz, localizado entre o golfo de Omã, ao sudeste, e o golfo Pérsico, a sudoeste. Na costa norte do estreito está o Irã e na costa sul os Emirados Árabes Unidos. Segundo a Petrobrás, “a companhia avaliou o referido cenário e, em conjunto com a Marinha do Brasil, decidiu por evitar, no momento, o trânsito pelo Estreito de Ormuz”.


Desmonte na Casa de Rui Barbosa

O Ministério do Turismo exonerou, no dia 7, cinco funcionários da Fundação Casa de Rui Barbosa, entre eles a crítica literária Flora Süssenkind, a jornalista Joelle Rouchou e o sociólogo José Almino de Alencar e Silva Neto. A Fundação Casa de Rui Barbosa, responsável por manter acervos de intelectuais e escritores, é um importante centro de pesquisa. A atual presidente da Instituição, Letícia Dornelles não possui qualificação acadêmica exigida para presidir a Fundação nem é expert em estudos ruianos.


Protesto na Rlam

O Sindipetro Bahia realizou no dia 7, um ato na Refinaria Landulpho Alves-Mataripe (RLAM) contra a visita da comitiva da estatal petroleira chinesa, a Sinopec, que foi acompanhada pela alta cúpula da direção da Petrobrás.

A chinesa é uma das petroleiras estrangeiras interessadas na compra das refinarias brasileiras. O ato mobilizou, além de trabalhadores petroleiros e dirigentes sindicais, associações de moradores e movimentos populares da região contrários à privatização da refinaria.


Salário mínimo

O Dieese divulgou no dia 9 estudo que mostra que o valor do salário mínimo necessário para sustentar uma família de quatro pessoas deveria ser de R$ 4.342,57, mais de 4 vezes o valor do salário mínimo para 2020, estipulado em R$ 1.039,00. O Diesse faz o acompanhamento mensal do valor “real” que o SM deveria ter. Em novembro de 2019, o mínimo necessário era de R$ 4.021,39.

Notícias Relacionadas

Frente Petroleira LGBT completa um ano de resistência

Guilherme Weimann

Unificado lança edição especial do Jornal Petroleiros

Guilherme Weimann

SindiPapo: Sexo, sexualidade e exploração do trabalho

Andreza de Oliveira