Unificado organiza seminário sobre Inteligência Artificial e relações de trabalho

Atividade ocorre dia 6 de julho de forma virtual, com o objetivo de compreender melhor a IA e as transformações que a ferramenta está gerando e pode gerar no mundo do trabalho

Seminário debate alcance da IA no mundo do trabalho (Foto: divulgação)

 

A Inteligência Artificial (IA) chegou para ficar. Essa vertente das ciências da computação, que desenvolve algoritmos e sistemas capazes de realizar tarefas que exigiam inteligência humana, desenvolveu-se de forma vertiginosa e já é utilizada cotidianamente por empresas e pessoas no mundo todo. Mas como tem acontecido com diversas mudanças recentes, as tecnologias e as ferramentas avançaram muito mais rápido que os debates sobre sua utilização e impactos. Com o intuito de avançar numa discussão que já é parte do cotidiano de muitos trabalhadores e trabalhadoras, o Sindipetro Unificado organiza um seminário sobre Inteligência Artificial e relações de trabalho. A atividade ocorre de forma virtual no dia 6 de julho, com transmissão ao vivo pelo Youtube do Sindicato, a partir das 14 horas.

O petroleiro e diretor do Sindipetro Unificado, Albérico Queiroz Filho, afirma que a sociedade “vive uma transformação que chegou de uma maneira muito avassaladora, já faz parte do cotidiano de muitas pessoas”. Além disso, essa ferramenta tem sido usada, de acordo com o sindicalista, pela própria Petrobrás para algumas das suas funções internas, como elaboração de análises de risco, organização de fluxos de trabalho ou para tirar dúvidas. Nesse sentido, na visão do diretor, que é o coordenador da atividade, “é preciso compreender de que forma a IA afeta nossas relações de trabalho, o que de fato é essa ferramenta, quais são seus alcances e impactos, quais são as expectativas que a gente pode ter, entender um pouco mais de como ela se comporta no meio que a gente habita e se ela pode estar sendo superestimada”.

Outro aspecto importante, destacado por Queiroz, diz respeito às perspectivas da Organização Internacional do Trabalho (OIT): “Precisamos entender e debater as perspectivas que a própria OIT vem tendo em relação à IA para que a gente não perca de vista nosso papel diante de uma ferramenta que tem uma tendência muito forte de substituir a mão de obra humana”.

Com esse objetivo, o sindicato convidou especialistas no assunto para debater a questão.

Confira a programação completa:

 

Mesa 1: Introdução à inteligência artificial

Horário: 14h às 15h

Objetivo: Apresentar os conceitos básicos, a história e os desafios da inteligência artificial.

Palestrantes

José Victor Nogueira Alves da Silva

Bacharel em Ciência da Computação, foi Pesquisador no Instituto de Pesquisas Eldorado, Mestrando na UNESP

Ana Cláudia Akemi Matsuki de Faria

Bacharel em Engenharia da Computação, foi Pesquisadora no Instituto de Pesquisas Eldorado e Autora de Publicações em IA.

Mesa 2: Relações de trabalho e inteligência artificial

Horário: 15h às 16h

Objetivo:

Discutir os impactos e as oportunidades da inteligência artificial no mercado de trabalho, na educação e na sociedade.

Palestrante:

Victor Pagani

Diretor de Relações Sindicais – DIEESE

Encerramento

Horário: 16h às 16h30

Objetivo: Distribuir formulário entre os participantes, inclusive os palestrantes para que registrem suas percepções e acrescentem sugestões de aplicação e aprofundamento do tema.

Posts relacionados

Sindipetro Unificado debateu Inteligência Artificial em Seminário online

Maguila Espinosa

Entidades suspendem vigília no Edisen e redirecionam luta para Comissão em Brasília

Maguila Espinosa

Sindipetro Unificado inicia Congresso em Campinas

Guilherme Weimann