Sindipetro Unificado inicia Congresso em Campinas

Abertura contou com debate sobre conjuntura nacional e internacional; atividade segue neste sábado (29)

congresso
Ex-diretor do Sindipetro Unificado afirmou durante a abertura: “temos que lutar e cobrar quem for necessário para garantir nossos direitos” (Foto: Vítor Peruch)

Por Vítor Peruch | Edição: Guilherme Weimann

Iniciou nesta sexta-feira (28) o Congresso do Sindipetro Unificado, realizado na sede da Regional Campinas. O evento tem como objetivo discutir os principais temas da categoria e eleger os delegados que representarão a entidade na 11ª Plenária da Federação Única dos Petroleiros (Plenafup), programada para ocorrer entre os dias 1 e 4 de agosto.

A mesa de abertura contou com a presença do integrante da Transpetro e doutorando em Geografia na Unicamp, Carlos Salazar – que trabalhou por 13 anos na Refinaria de Paulínia (Replan) e foi diretor do Sindipetro Unificado -, e do advogado do Instituto de Pesquisa, Direitos e Movimentos Sociais (IPMDS) e da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares (Renap), Alexandre Mendl. Ambos discutiram a conjuntura nacional e internacional, aprofundando-se no contexto da Petrobrás. 

Salazar destacou a dificuldade em enfrentar o avanço da extrema-direita, ressaltando que: “Hoje somos nós que defendemos a soberania, somos nós que defendemos o território e, sobretudo pra nós, a Petrobrás. O grito de ordem de vocês, de que ‘defender a Petrobrás é defender o Brasil’, é muito profundo, é muito importante e é uma alegria imensa ver as pessoas gritando isso, por exemplo, na posse da Magda. É isso que devemos fazer”, afirmou o ex-diretor do Sindipetro Unificado.

Já Mendl enfatizou a importância da união entre movimentos sociais, sindicais e a sociedade civil neste momento histórico. 

Ambos os palestrantes falaram sobre a complexidade de se comunicar com uma classe trabalhadora diversa, que enfrenta a “pejotização” e a contratação sem assinatura na carteira de trabalho. Além disso, abordaram a necessidade de uma base social forte para garantir a implementação do plano de governo eleito nas urnas. 

Mendl observou que: “Ajudar não é só passar a mão na cabeça. Precisamos fazer enfrentamento, precisamos cobrar. É claro que estamos na era das redes, mas precisamos ter base real. E quando falamos em base real, precisamos falar da importância e do peso desse jaleco laranja de vocês”.

A discussão também incluiu a importância de defender a Petrobrás como parte da soberania nacional e a necessidade de união entre diferentes setores da sociedade para enfrentar os desafios políticos e econômicos atuais.

Salazar foi efusivo no encerramento da palestra, ao lembrar as grandes greves que a categoria petroleira já fez em busca de seus direitos e parabenizou os petroleiros e petroleiras presentes: “Este sindicato tem história. É claro que vivemos um momento desesperador, mas não podemos transformar nossa vitória em derrota. Temos que trabalhar, temos que lutar e cobrar quem for necessário para garantir nossos direitos”.

Congresso segue neste sábado

O congresso continuará neste sábado, 29 de junho, com uma programação intensa que inclui café da manhã às 7h30, seguido de nivelamento das negociações, GT Petros e apresentação da pesquisa do Plano de Cargos, às 8h30. Às 10h30, ocorrerão debates em grupos sobre temas como Plano de Cargos, PLR e Acordo Parada, Petros e AMS, e Subsidiárias e Setor Privado. 

Após o almoço, os grupos continuarão suas discussões a partir das 13h30. A plenária final e a eleição da delegação para o Plenafup estão previstas para as 15h30, com o encerramento do às 18h00.

O evento ocorre na Rua Cônego Manoel Garcia, 1010, Jardim Chapadão, Campinas (SP).

Programação do Sábado (29/06)

  • 7h30 – Café da manhã
  • 8h30 – Nivelamento das negociações, GT Petros e apresentação da pesquisa do Plano de Cargos
  • 10h30 – Grupos:
    1. Plano de Cargos, PLR e Acordo Parada
    2. Petros e AMS
    3. Subsidiárias e Setor Privado (debate em cima das resoluções nacionais)
  • 12h30 – Almoço
  • 13h30 – Continuidade dos grupos
  • 15h30 – Plenária final e eleição da delegação para o Plenafup
  • 18h00 – Encerramento

Local: Rua Cônego Manoel Garcia, 1010, Jardim Chapadão, Campinas (SP)

Posts relacionados

Sindipetro Unificado debateu Inteligência Artificial em Seminário online

Maguila Espinosa

Entidades suspendem vigília no Edisen e redirecionam luta para Comissão em Brasília

Maguila Espinosa

Sindipetro Unificado encerra Congresso com definição de delegados para a Plenafup

Vitor Peruch