Sindipetro Unificado encerra Congresso com definição de delegados para a Plenafup

Atividade se concentrou em temas que serão negociados ainda neste ano, como Plano de Cargos, PLR, Parada de Manutenção e Petros; além disso, debateu outros dois grandes temas: Subsidiárias e Setor Privado

Cibele Congresso
Congresso debateu negociações que ficaram amarradas no acordo vigente e devem ser resolvidas antes da negociação do próximo acordo (Foto: Sindipetro Unificado/Guilherme Weimann)

Neste sábado (29), o Sindipetro Unificado encerrou seu Congresso, definindo os nove delegados, suplentes e observadores que serão enviados para a  11ª Plenária da Federação Única dos Petroleiros (Plenafup), que será realizada entre os dias 1 e 4 de agosto. 

Durante a manhã, foram debatidos temas como Plano de Cargos, PLR e Parada de Manutenção, Petros,  Subsidiárias do Sistema Petrobrás e Setor Privado. Durante a negociação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), foi estabelecido que esses temas necessitavam de um aprofundamento e, consequentemente, de negociações específicas. 

A coordenadora do Sindipetro Unificado, Cibele Vieira, iniciou o congresso apresentando o relatório de planejamento do Setor Privado, construído pela Federação Única dos Petroleiros (FUP), que contém tanto propostas de condições de trabalho dentro das empresas, como também de adequação da estrutura dos sindicatos, buscando uma maior representatividade desses trabalhadores na própria estrutura sindical petroleira. Nesse sentido, a sindicalista destacou as prioridades que devem ser negociadas ainda neste ano no Fórum específico sobre este tena, conforme cláusula 105 do atual ACT. A minuta do relatório do Seminário de Planejamento do Setor Privado pode ser encontrada neste link.

Em seguida, a coordenadora do Sindipetro apresentou as resoluções do Encontro Nacional de Mulheres Petroleiras, que incluem formas de combater as opressões, estratégias para garantir a equidade de gênero e social no Sistema Petrobrás e mudanças de estruturas, práticas e condutas que dificultem ou impeçam a plena integração das mulheres à vida sindical. Também foi debatida a promoção de campanhas unitárias de combate e tratamento do assédio moral e sexual.

Na sequência, o coordenador da Regional Campinas do Sindipetro Unificado, Steve Austin, apresentou uma prévia do resultado da Pesquisa sobre os Planos de Cargos que o Sindipetro Unificado está realizando, em conjunto com a FUP e seus demais sindicatos. Para Austin, existe a urgente necessidade de se criar um novo Plano de Cargos: “O resultado parcial da pesquisa mostra insatisfação dos petroleiros, principalmente entre os que migraram para o PCR. O que precisamos é pensar em um novo plano de cargos, mais justo e que atenda a todos os petroleiros”. 

Na sequência, o trabalhador da Refinaria de Capuava (Recap) e diretor do Sindipetro Unificado, Pedro Augusto, apresentou o resultado da consulta aos sindicatos sobre a Parada de Manutenção, com o objetivo de formular uma nova proposta de regramento. A partir dessa base, foram sugeridos novos aditivos, que serão apresentados durante a Plenafup. 

Os petroleiros e petroleiras sugeriram a inserção de um aditivo de monitoramento biológico e ambiental, para que a Petrobrás e suas subsidiárias passem a realizar monitoramentos diários durante a etapa de liberação dos equipamentos das paradas. Além deste, outros aditivos foram adicionados, como o comprometimento da empresa em promover políticas para incentivar a contratação de mulheres durante as paradas.

Também foi feito um repasse sobre a Petros, endossando o conteúdo apresentado no seminário do Grupo de Trabalho (GT) da Petros. 

E, no que se refere à PLR (Participação nos Lucros e Resultados), as lideranças sindicais destacaram a importância de garantir aos trabalhadores uma maior previsibilidade nesse processo, propondo um acordo de longo prazo em vez de anual, como é o caso do acordo vigente. Além disso, defenderam regras que valorizem o coletivo em vez do individual, como é a lógica do PPP (atualmente chamado de PRD). “A diferença entre o PPP e o PRD é apenas uma: o nome. O plano é o mesmo e não deveria existir. Vamos continuar a luta por uma regulamentação mais justa e que valorize cada vez mais o trabalhador”, afirmou Cibele Vieira.

Para Cibele Vieira, o congresso foi fundamental para alinhar entre a direção sindical a definição de temas fundamentais: “Os congressos regionais têm muita importância para a construção de nossa pauta de reivindicação nacional. Este ano, mesmo não tendo um novo ACT, temos algumas negociações que ficaram amarradas no acordo vigente e devem ser resolvidas antes da negociação do próximo acordo. São temas robustos e que necessitam bastante energia. Por isso, o congresso debateu em cima destes temas e levaremos a pauta do Unificado para a discussão da plenária nacional”.  

No final do evento, os petroleiros presentes definiram os delegados, observadores e suplentes que serão enviados para a Plenafup, que será realizada entre os dias 1 e 4 de agosto, em Curitiba (PR). Confira a lista abaixo:

 

• Delegados e delegadas

ALBERICO SANTOS QUEIROZ FILHO, CRISTIANE REIS DE SOUZA, DAVINA VALENTIM DA SILVA, ELIANA MARIA FROZEL BARROS, FRANCISCO GONCALVES E SOUZA, JOSE MARIA DA ROCHA FILHO, RENATO BENITO FELIPPE JUNIOR, RODRIGO ALVES DE ARAUJO E STEVE AUSTIN CAMPOS ROSA

• Observadores e obervadoras

HILDES GABRIEL PEDRO, JOSE DOS SANTOS SILVA, JOSEANE GARCIA SANCHES

• Suplentes

ARTHUR RAGUSA GUIMARÃES, CARLOS ALBERTO DOS SANTOS, CARLOS COTIA BARRETO,
DIMAS DONIZETI LIGNELLI, EDUARDO MARQUES, GERALDO MASSARANI CESTARIOLI, INAJARA PONTES MENEZES, JOSE PAULO MACHADO TOGUCHI, PEDRO AUGUSTO NASCIMENTO DE ALMEIDA E RODRIGO MENEGHETTE ZANETTI

Congresso definiu delegados, suplentes e observadores da Plenafup (Foto: Sindipetro Unificado/Guilherme Weimann)

Posts relacionados

Sindipetro Unificado inicia Congresso em Campinas

Guilherme Weimann

Sindipetro Unificado realiza Congresso que elege delegados para a Plenafup

Guilherme Weimann

Unificado aprova pauta em defesa dos trabalhadores rumo ao CONFUP

Maguila Espinosa