Sindicato obtém mais uma reintegração na Transpetro

Recentemente, a Justiça do Trabalho concedeu a reintegração de um técnico de administração da Transpetro, que foi demitido, em outubro de 2015, por justa causa, apesar de estar em licença por problemas de saúde. A companhia alegou abandono de emprego.

O trabalhador em questão é portador do CID10 F31.4/F31.6,  No final de agosto de 2015, ele teve uma grave crise, que o fez se isolar de todos.

A Transpetro tinha conhecimento da enfermidade do trabalhador, que, inclusive, chegou a receber auxílio-doença por depressão em 2014. “É evidente que antes de demitir o trabalhador por abandono de emprego a empresa deveria verificar sua condição médica”, afirma a defesa elaborada pelo Jurídico do Sindicato.

Na sentença, o juiz relator José Carlos Fogaça afirma que “restou provado que o autor encontrava-se doente durante as faltas ao serviço, que seu quadro de saúde é de conhecimento da reclamada e que o autor colocou-se a disposição para retornar ao trabalho”, concedendo a reintegração ao trabalhador.

Conheça seus direitos, lute por eles e procure sempre o Sindicato.

Posts relacionados

Transpetro ameaça trabalhadores por velocidade registrada com equipamento impreciso

Andreza de Oliveira

Apesar da cobrança da FUP, Transpetro inicia desconto do banco de horas nesta quarta

Guilherme Weimann

Sem detalhes ou valores, Transpetro alega erro em banco de horas

Andreza de Oliveira