Transpetro ainda não respondeu sobre o vale-refeição


No dia 22 de abril, dirigentes do Sindicato e da Transpetro se reuniram para debater a implementação de vale-alimentação e refeição nos terminais da Transpetro. Na ocasião, a empresa manifestou a possibilidade de fornecer vale-alimentação e se comprometeu a apresentar uma proposta formal para o Sindicato. Porém, em vez disso, a empresa enviou um oficio cobrando uma posição, tentando dar a impressão de que o sindicato estava travando a negociação.

No dia seguinte, o Unificado respondeu mantendo o que já havia colocado, solicitando uma proposta formal para submeter aos trabalhadores. Conforme o acordado na reunião de abril.

Passados mais de três meses, no entanto, os trabalhadores/as dos terminais continuam aguardando a resposta.

Posts relacionados

Assembleias discutem luta contra privatização da Petrobrás e contribuição assistencial

Guilherme Weimann

Prestadora de serviços da Transpetro descumpre limitação de turno

Andreza de Oliveira

Após 20 meses de sua eleição, petroleiro tomará posse no CA da Transpetro

Guilherme Weimann