O peso dos descontos por convênio para dependentes

Empresas do setor privado, com contratos vigentes com a Transpetro, estão aplicando descontos em contracheque de seus funcionários

Oleoduto terá incumbência de transportar óleo combustível de Paulínia até o Terminal da Transpetro em Barueri (Foto: Reprodução/Petrobrás)

Por Rodrigo Alves de Araújo*

No dia 05 de julho, foi inaugurado pela Transpetro, uma joia da engenharia logística. Um renovado oleoduto, que terá a incumbência de transportar de Paulínia à Barueri, óleo combustível, fundamental pras usinas termoelétricas e navios, fomentando a economia brasileira e gerando empregos pra população.

O Sindipetro Unificado parabeniza a gestão da subsidiária do sistema Petrobrás pela ação que, de forma direta e indireta contribui pra qualidade de vida dos trabalhadores.

Ainda assim, a direção colegiada do Sindipetro Unificado deliberou por bem, declinar da participação na inauguração dessa belissima obra de engenharia. Prevaleceu a empatia, a união de classe, e a representatividade deste sindicato à todos os trabalhadores e trabalhadoras do sistema Petrobrás.

Acontece que nessa mesma semana, chegou ao conhecimento deste sindicato, denúncias comprovadas de descontos abusivos de empresas do setor privado, com contratos vigentes com a Transpetro, que estão cobrando em contracheque de seus funcionários, quase quinhentos reais por dependente, o que na prática, representa em média cerca de um terço do salário dos trabalhadores a depender do número dos dependentes.

Em outros casos, a empresa simplesmente nega convênio para os dependentes e diz que se um dia tiver, será nesses mesmos moldes aqui exposto inviabilizando o benefício, já que com tamanho desconto, o trabalhador, ou trabalhadora tem seu rendimento muito rebaixado.

A gestão humanizada, prometida à cada trabalhador, em visitas presenciais, não está sendo sentida na prática por boa parcela destes.

A luta tem que ser de todos e por todos os petroleiros e petroleiras! Desde aqueles que estão no setor privado, passando pelo corpo técnico, gerência e diretoria da subsidiária integral da Petrobrás, a TRANSPETRO.

Rodrigo Alves de Araújo é trabalhador da Transpetro, subsidiária integral da Petrobrás, e diretor do Sindipetro Unificado

Posts relacionados

TERMINAIS/UTE/EDIBRA/CAL WORD – EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIAS

Ademilson Costa

Sindipetro discute saúde mental na aposentadoria durante SIPAT em São Caetano do Sul

Vitor Peruch

Sindipetro Unificado realiza reunião com gerência dos Terminais do Planalto e OSBRA

Vitor Peruch