MPT convoca Replan para firmar compromisso de segurança 

 

Irregularidades na ETA provocaram ação do MPT

O Ministério Público do Trabalho (MPT) de Campinas convocou a Replan para uma audiência, no dia 3 de setembro, a fim de firmar um Termo de Compromisso referente à segurança dos trabalhadores. A notificação atende a ofício do Sindicato, encaminhado ao órgão em 12 de julho, que denunciou o descumprimento da NR-6 na Estação de Tratamento de Água (ETA), colocando em risco a segurança dos empregados.

Na denúncia, a direção sindical informa que os operadores no subsistema de recebimento de ácido sulfúrico têm disponível um único conjunto de PVC (calça, botas, jaleco e capuz), que é compartilhado por todo efetivo do setor, sem a mínima higiene adequada. A conduta contraria a NR-6 e expõe os trabalhadores ao risco de transmissão de doenças contagiosas.
Segundo o diretor do Unificado Gustavo Marsaioli, por várias vezes a empresa tenta culpabilizar o trabalhador por um acidente, mesmo que ele não seja diretamente o responsável. “A nossa denúncia junto ao MP mostra justamente essa contradição da Replan, que frequentemente descumpre as normas legais, sendo a principal responsável pelos acidentes de trabalho”, declara o dirigente.

Posts relacionados

Na Replan, petroleiros se mobilizam por direitos e contra a privatização da Petrobrás

Guilherme Weimann

Nos 50 anos da maior refinaria do país, petroleiros reivindicam o futuro da Petrobrás

Guilherme Weimann

Após servir pedra no feijão, maior refinaria da Petrobrás distribui salada com larvas

Guilherme Weimann