Filmes para entender a ditadura militar

O regime militar brasileiro durou 21 anos, de 1964 a 1985, período em que imperou a perseguição política, a censura a jornais, ao cinema, às artes em geral. Alguns poucos filmes conseguiram escapar da tesoura da censura. Entender o período da ditadura militar no Brasil e suas consequências para a população é fundamental para não se repetir erros, não glorificar torturadores e saber que esse foi um dos períodos mais fúnebres da história do país, que deve ser relembrado para que nunca mais aconteça.

Selecionamos 22 filmes que tratam desse tema, misturam ficção e realidade e mostram um Brasil que algumas gerações desconhecem. Diversos desses filmes foram realizados com apoio da Petrobrás.

Por Norian Segatto

Manhã cinzenta (1969)

Dirigido por Olney São Paulo, é baseado em um conto de mesmo nome do diretor. A obra é um curta-metragem que mistura documentário e ficção, com imagens dos protestos de 1968 e uma história sobre a repressão de um regime ditatorial. Em 1969, o filme foi exibido durante o sequestro de um voo. Mesmo sem ligação com o evento, o cineasta foi preso e violentamente torturado. As sequelas da tortura nunca foram superadas e Olney morreu em 1978 por conta de um câncer de pulmão decorrente da violência sofrida na prisão. Confira o trailer

 

Paula, a história de uma subversiva (1979)

O filme mostra a história de Marco Antonio, um arquiteto que durante a ditadura fez parte do movimento estudantil. Na época, ele namorava Paula, também militante, presa, torturada e morta pelos militares. Anos mais tarde, Marco Antonio tem uma filha adolescente que é sequestrada ao sair de uma festa. Quando procura a polícia para relatar o crime, ele acaba reencontrando o policial Oliveira, responsável pela morte de sua ex-namorada durante a ditadura militar. Dirigido por Francisco Ramalho Jr.  Filme online

 

Pra frente, Brasil (1982)

Um dos primeiros filmes a tratar de forma aberta a repressão do regime militar, narra a história de Jofre, um trabalhador de classe média sem ligação com a militância política, mas cujo irmão, Miguel, namora uma guerrilheira de esquerda. Por acaso, Jofre divide um táxi com um militante político e é acusado de ser “subversivo”, preso e submetido a inúmeras sessões de tortura. Enquanto muitos brasileiros, como Jofre, sofrem a repressão do regime militar, outros comemoram a vitória do Brasil na Copa do Mundo de 1970 aos gritos de “pra frente, Brasil!”. O longa está na lista dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos feita em 2015 pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) Filme online

 

Que bom te ver viva (1989)

O documentário dirigido por Lúcia Murat traz a história de mulheres que lutaram pelo fim do regime de repressão durante a ditadura militar brasileira. Em meio às narrativas e memórias, o filme mostra como cada uma dessas mulheres se recompôs e retomou sua vida, após os traumas sofridos durante os anos de ditadura. Lúcia Murat também foi guerrilheira, presa e torturada pelos militares. Confira o trailer

 

Lamarca (1994)

Filme dirigido por Sérgio Rezende conta a história de Carlos Lamarca, capitão do exército que, durante a ditadura militar, abandonou as forças armadas e decidiu lutar junto aos grupos de resistência que protestavam contra o regime. O elenco conta com grandes nomes como Paulo Betti, Selton Mello e José de Abreu.

Filme online

 

 

 

O que é isso, companheiro? (1997)

Baseado no livro de Fernando Gabeira (que se tornou um conservador político), o filme dirigido por Bruno Barreto aborda o sequestro do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Charles Burke Elbrick, em setembro de 1969, pelos grupos guerrilheiros MR-8 e Ação Libertadora Nacional. Foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1998. Confira o trailer

 

Ação Entre Amigos (1998)

Dirigido por Beto Brant, o filme narra a história dos amigos Miguel, Paulo, Elói e Osvaldo, ex-militantes de esquerda que haviam sido presos e torturados durante a ditadura. Eles descobrem o paradeiro de seu torturador e decidem ir atrás dele em busca de justiça. Mas, ao confrontarem algoz, descobrem algo surpreendente.

Filme online

 

 

Tempo de resistência (2003)

Dirigido por André Ristum, o documentário é baseado no livro do escritor Leopoldo Paulino e traz depoimentos de mais de 30 pessoas sobre o período do regime militar no Brasil. Confira o trailer

 

 

 

Cabra-Cega (2005)

Tiago e Rosa são dois jovens militantes que desejam o fim da ditadura militar. Em uma emboscada, Tiago é ferido pela polícia e precisa se esconder. Ele acaba se refugiando na casa de Pedro e conta com a ajuda de Rosa, seu único contato com o mundo fora do apartamento. Com o passar dos dias, Tiago começa a desconfiar de seu anfitrião.

Filme realizado com apoio da Petrobrás. Confira o trailer

 

O ano em que meus pais saíram de férias (2006)

O ano é 1970, Mauro tem 12 anos e leva uma vida normal até que um dia seus pais saem de férias de forma inesperada e nunca mais dão notícias, deixando o menino com seu avô, que morre no mesmo dia em que o menino chega. Mauro passa a contar com a ajuda e os cuidados do vizinho judeu. Dirigido por Cao Hamburger, o filme em 2015 passou a fazer parte da lista dos 100 melhores filmes brasileiros Abraccine.

Filme realizado com apoio da Petrobras. Confira o trailer

 

Zuzu Angel (2006)

Filme conta a história real da estilista Zuzu Angel, cujo filho, o ativista político Stuart Angel Jones, foi torturado e morto pelos militares. Após a morte de Stuart, Zuzu travou uma batalha pelo direito de enterrar o corpo do rapaz e teve sua luta interrompida em um acidente de carro que muitos afirmam ter sido forjado por seus opositores. A direção é de Sérgio Rezende.

Filme realizado com apoio da Petrobras. Confira o trailer

 

Batismo de Sangue (2007)

Um dos filmes mais impactantes sobre a ditadura, “Batismo de Sangue” é inspirado no livro de mesmo escrito por Frei Betto. O longa conta a história real dos frades dominicanos Tito, Oswaldo, Fernando, Ivo e Betto. Eles ajudavam a Ação Libertadora Nacional (ALN), liderada por Carlos Marighella, que lutava contra o regime militar. As cenas de tortura são retratadas de forma crua e realista, mostrando como os presos eram brutalmente torturados durante interrogatórios.

Filme realizado com apoio da Petrobras. Confira o trailer

 

Cidadão Boilesen (2009)

Documentário vencedor do Festival É Tudo Verdade de 2009 demorou 15 anos para ser concluído. Conta a história do dinamarquês naturalizado brasileiro Henning Albert Boilesen, dono do grupo Ultragás, que foi um dos principais financiadores dos órgãos de repressão do governo durante a ditadura. O filme retrata o lado sádico de Boilesen, que assistia pessoalmente a sessões de tortura, emprestava caminhões de sua empresa para a caça de guerrilheiros e recebeu uma homenagem para lá de obscura: um aparelho de tortura com seu nome, o Pianola Boilesen, uma máquina de choques que era acionada por um teclado. Confira o trailer

 

Uma longa viagem (2011)

Dirigido pela ex-militante Lúcia Murat, o filme traz sua própria história e de seu irmão, Heitor. Enquanto Lúcia lutou no Brasil pelo fim do regime militar, sendo presa e torturada, Heitor foi enviado para Londres por sua família para que não se envolvesse com a luta armada. O documentário ganhou o prêmio de Melhor Filme no Festival de Gramado de 2011. Confira o trailer

 

Cara ou coroa (2012)

Com direção de Ugo Giorgetti, o filme se passa no ano de 1971 e narra duas histórias paralelas; de um diretor de teatro João Pedro, atarefado com a estreia de sua nova peça, e do casal Getúlio e Lilian, jovens militantes que decidem colaborar com o grupo de resistência e abrigar dois guerrilheiros na casa do avô. Filme realizado com apoio da Petrobrás Confira o trailer

 

A memória que me contam (2013)

Irene reencontra antigos companheiros do movimento de guerrilha quando uma de suas amigas, Ana, está prestes a morrer em um hospital. Nesse reencontro, começa a reviver memórias do seu passado.

Confira o trailer

 

 

Hoje (2013)

O filme baseado no livro “Prova Contrária”, de Fernando Bonassi, foi dirigido por Tata Amaral. Na trama, Denise Fraga interpreta Vera, que, após receber uma indenização do governo pela morte do seu marido Luiz durante o regime militar, compra um novo apartamento, durante a mudança, ela começa a fantasiar com o fantasma do seu marido e a relembrar as torturas e sofrimentos que viveu durante o período. O longa recebeu seis prêmios no 44º Festival de Brasília, em 2013.

Filme realizado com apoio da Petrobrás Confira o trailer

 

O dia que durou 21 anos (2013)

O documentário conta a participação do governo dos Estados Unidos na crise política iniciada com a renúncia de Jânio Quadros, em 1961, que resultaria no golpe militar em. O longa recebeu o prêmio de Melhor Documentário Estrangeiro no St Tropez International Film Festival. Confira o trailer

Repare bem (2013)

O documentário dirigido por Maria de Medeiros conta a história de Denise Crispim, filha de militantes e namorada de Eduardo Leite, guerrilheiro conhecido como Bacuri. Sua família foi perseguida pelos militares, ela testemunhou o assassinato de seu irmão, a prisão de sua mãe e a tortura e morte de seu namorado. Bacuri foi o preso que permaneceu por mais tempo em regime de tortura ininterrupta – foram 109 dias seguidos – pelas mãos do delegado Fleury. Enquanto vivenciava tudo isso, Denise descobriu que estava grávida de Eduarda. Partiu para o Chile, mas, com a ascensão da ditadura militar de Pinochet, fugiu para a Itália. Depois de quarenta anos, Denise e sua filha recebem anistia do Brasil e decidem cortar o silêncio e narrar sua história. Confira o trailer

 

Em busca de Iara (2014)

“Em Busca de Iara” é um filme-documentário, dirigido por Flávio Frederico, que conta a história da psicóloga e guerrilheira Iara Iavelberg, integrante do MR-8 e companheira do também militante Carlos Lamarca. Através de documentos, entrevistas e arquivos, o filme desmonta a versão oficial do Ministério da Aeronáutica de que Iara havia cometido suicídio, quando, na verdade, foi executada pelos militares. O roteiro foi escrito por Mariana Pamplona, sobrinha de Iara. Confira o trailer

Torre das Donzelas (2018)

O documentário de Susanna Lira venceu o prêmio especial do júri no Festival de Brasília e o prêmio de melhor documentário segundo o júri popular na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Também foi aclamado no Festival do Rio, onde arrematou os prêmios de direção, melhor documentário segundo o júri oficial e melhor documentário segundo o júri popular. A obra apresenta o cotidiano e a convivência de mulheres encarceradas entre 1969 e 1972 na ala feminina do presídio Tiradentes, em São Paulo, pavilhão conhecido como Torre das Donzelas e destinado às presas políticas. O documentário tem participação de Dilma Rousseff e Rose Nogueira, entre outras mulheres que passaram pela “torre”.

Confira o trailer

 

Marighella (2019)

Filme de estreia de Wagner Moura na direção tem o músico Seu Jorge no papel do guerrilheiro e ex-deputado Carlos Marighella, dissidente do PCB e fundador da organização armada Ação Libertadora Nacional. Durante as gravações, no início de 2018, grupos de extrema direita ameaçaram invadir o set de filmagem, destruir cenários e dar uma surra na equipe. Carlos Marighella foi assassinado no dia 4 de novembro de 1969, mesmo dia da prisão de Rose Nogueira e diversos outros militantes.

 

(Com informações dos sites Bol e Carta Capital)