Trabalhadores da Transpetro escolhem tabelas de turno

Sindipetro ainda está dialogando com duas bases onde houve empate nas votações

Nos terminais de Barueri e São Caetano do Sul houve empate na votação (Foto: Roberto Parizotti/CUT)

Entre os dias 19 de agosto e 1 de setembro, trabalhadores da Transpetro – subsidiária integral da Petrobrás responsável pelo transporte e logística de combustíveis – realizaram 24 assembleias com o objetivo de eleger uma nova tabela de turno para cada uma das unidades.

Leia também: Trabalhadores da Transpetro realizam assembleias para escolher tabelas de turno

Petroleiros dos terminais de Barueri, Guararema, Guarulhos e São Caetano do Sul puderam votar em uma das nove opções de tabelas de turno de 8 horas e em uma das cinco opções de tabelas de turno de 12 horas. No final, ainda votaram pela preferência entre o turno de 8 ou 12 horas.

“Os trabalhadores tiveram direito a votar tanto nas tabelas de 8 como de 12 horas. Porque mesmo que o trabalhador prefira uma tabela de 8 horas, a maioria dos seus colegas de terminal podem escolher por uma tabela de 12 horas, por exemplo. Com isso, ele tem também tem o direito de escolher a tabela de 12 horas que mais lhe convém, mesmo o turno de 8 horas sendo a sua preferência”, explica Felipe Grubba, trabalhador da Transpetro e diretor do Sindicato Unificado dos Trabalhadores do Estado de São Paulo (Sindipetro Unificado-SP).

No terminal de Barueri, os trabalhadores escolheram a tabela de 12 horas, que recebeu 10 votos contra 3 da tabela de 8 horas, além de 5 abstenções. Entretanto, houve um empate entre a Tabela 13 e a Tabela 14. Na quinta-feira (3), o sindicato realizará uma setorial online para chegar em um consenso sobre uma tabela.

Situação parecida ocorreu no terminal de São Caetano do Sul, mas dessa vez com empate entre aqueles que preferem as tabelas de 8 horas e os que optam pelas tabelas de 12 horas – 9 votos para cada. Do lado da jornada de 8 horas, venceu a Tabela 8. Já para a jornada de 12 horas, a Tabela 13 foi a que recebeu mais votos.

Já no terminal de Guararema, venceu a tabela de 8 horas, que recebeu 10 votos contra 6 da tabela de 12 horas. A Tabela 9 foi a escolhida, com 13 votos. Por fim, no terminal de Guarulhos, a tabela de 12 horas teve 5 votos contra 3 da tabela de 8 horas. A Tabela 10, com cinco votos, foi a escolhida.

Posts relacionados

Em reunião, Unificado recebe garantias de representantes da Transpetro

Guilherme Weimann

Assembleias na próxima semana discutirão contraproposta da Petrobrás

Luiz Carvalho

ACT diminui prejuízo que Petrobrás queria impor à AMS

Luiz Carvalho

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Clique aceitar se você está de acordo ou pode cancelar, se desejar. Aceito Ler Mais

Política de Privacidade