TJ inocenta Demétrio Vilagra no caso Sanasa

Demétrio: ainda estou atônito com a decisão, mas muito feliz e aliviado, sempre tive a consciência limpa | Foto Valéria Abras

 

Por Norian Segatto

O Tribunal de Justiça de São Paulo inocentou, na quinta, dia 5, por falta de provas, o petroleiro e ex-diretor do Sindicato de Campinas, Demétrio Vilagra. Demétrio estava sendo processado após assumir a prefeitura de Campinas, devido ao afastamento do ex-prefeito Dr. Hélio, em 2011. Demétrio ficou à frente do executivo de 23 de agosto a 21 de dezembro de 2011, quando foi cassado pela Câmara Municipal.

O enredo dessa história, de proporções kafknianas, erros grotescos e perseguições políticas e midiáticas, deixaremos para contar na próxima edição, com uma entrevista exclusiva com Vilagra.

À época, Demétrio foi cassado por quebra de decoro, acusado de envolvimento no esquema de corrupção do Dr. Hélio. O relatório feito pelos vereadores o acusou de saber das ações de desvio público na empresa municipal de saneamento e de não fazer nada para impedir as irregularidades. Demétrio chegou a ser preso e teve seus bens bloqueados até hoje.

Na mesma ação, o Tribunal de Justiça condenou a ex-primeira dama, Rosely Nassim Santos, esposa do ex-prefeito Dr. Hélio, a 17 anos de prisão. Ela foi acusada de chefiar a quadrilha que desviou dinheiro público da Sanasa, durante o mandato do marido.

Notícias Relacionadas

De forma autoritária, Replan realiza testagem de Covid-19 nas folgas dos petroleiros

Guilherme Weimann

Sindicato orienta adm a não assinar o preenchimento de frequência reduzida

Ademilson Costa

Primeiro caso de coronavírus é confirmado na Replan

Andreza de Oliveira