Terceirização: processo contínuo, ritmos variados

Por Guilherme Weimann | Arte: Rangel Egídio

Ainda no período em que vigorava o monopólio estatal sobre as atividades petrolíferas, começaram a ser executadas as primeiras terceirizações no Sistema Petrobrás. Devido à falta de levantamentos e pesquisas sobre o tema, a reportagem recorreu à memória oral de dezenas de trabalhadores para montar um mosaico histórico sobre o processo de terceirização na empresa, especialmente nas quatro refinarias de São Paulo: Refinaria de Capuava (Recap), Refinaria de Paulínia (Replan), Refinaria Henrique Lage (Revap) e Refinaria Presidente Bernardes (RPBC). Algumas das datas são aproximações feitas a partir dos relatos coletados. 

Posts relacionados

Operadores do Pátio de Coque da Replan estão em greve desde segunda-feira (8)

Guilherme Weimann

Memórias: “A memória pra mim tem sabor de mudanças e atualizações”

Guilherme Weimann

Trabalho x Mercado: imprensa como arma de disputa pela Petrobrás

Guilherme Weimann