Tabela de turno: Petrobrás quer que trabalhador engula mais essa arbitrariedade

Sem diálogo ou negociação com o Sindicato, a Petrobrás decidiu empurrar goela abaixo do trabalhador uma nova tabela de turno nas refinarias e, sem perder tempo, iniciou na quinta-feira, 6, uma enquete eletrônica para a escolha da nova proposta. A empresa apresentou três diferentes tabelas para votação.
A medida é mais uma das arbitrariedades da atual gestão da companhia, sob a tutela de Roberto Castello Branco, que segue as orientações do governo Bolsonaro, e não vem sendo bem digerida pelos petroleiros. Além do mais, a mudança na tabela é imposta justamente no meio de uma tumultuada e dura negociação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), demonstrando que a empresa realmente quer guerra com a categoria.
Diante de mais essa decisão unilateral e de desrespeito com a categoria petroleira, a orientação do Sindicato é para que os trabalhadores aguardem pelo posicionamento do Unificado e da FUP, antes de participarem da enquete eletrônica. Os sindicatos e a Federação têm uma reunião agendada para esse último final de semana. No decorrer dos próximos dias, o Unificado divulgará novidades sobre o assunto.

Posts relacionados

Tabela de turno de 12 horas da Replan entra em vigor no dia 29

Luiz Carvalho

Editais de Convocação de Assembleias

Ademilson Costa

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIAS

Ademilson Costa