Sindipetro-SP lança central de WhatsApp para potencializar distribuição de conteúdos

Plataforma pretende facilitar contato do sindicato com trabalhadores da ativa, aposentados, pensionistas e todos os interessados por informações do setor petrolífero

central de whatsapp
Para receber todos os conteúdos, é importante ter cadastrado o número de WhatsApp do Sindipetro-SP

Nesta terça-feira (9), o Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro-SP) lança o ‘Zap Sindipetro’, uma central de WhatsApp focada na distribuição de conteúdos. A ferramenta pretende potencializar o acesso de trabalhadores da ativa, aposentados, pensionistas e o público geral interessado em informações – por meio de notas, entrevistas, reportagens e produtos audiovisuais – relacionadas ao mundo do petróleo.

Para a integrante da equipe de comunicação do Sindipetro-SP, Marinês Miloch, o Zap Sindipetro foi elaborado para dar vazão à produção de conteúdo, que tem crescido e se diversificado nos últimos anos.

“A ideia surgiu a partir da necessidade em estabelecer uma comunicação diária com o público do Sindipetro-SP e pessoas interessadas em notícias do setor petrolífero. O WhatsApp foi escolhido por ser a principal rede social utilizada no Brasil, com 120 milhões de usuários”, explica.

Para o coordenador de comunicação do Sindipetro-SP, Gustavo Marsaioli, a central é também um movimento para tornar mais ágil o diálogo e o escoamento de informações.

“O WhatsApp é uma ferramenta muito ágil, que nos possibilita com apenas um clique acionar uma rede muito grande de petroleiros e apoiadores. A central vem justamente para que possamos adentrar de vez nesse mundo do digital. Esse movimento, entretanto, não significa que vamos abandonar os nossos meios físicos, como os jornais e boletins. O rádio não acabou com o surgimento da televisão, e esta por sinal não entrou em extinção com o aparecimento da internet. Cada ferramenta tem sua importância, dependendo da sua intencionalidade”, opina. 

Em um cenário de propagação de fake news pelas redes sociais, intensificado pela polarização política neste ano eleitoral, O Zap Sindipetro também tem como objetivo levar aos interessados informações confiáveis. Nos últimos anos, além dos serviços destinados exclusivamente à categoria, a comunicação também tem produzido reportagens, com apuração e investigação jornalísticas.  

Como funciona?

A plataforma é dividida por interesses, com assuntos específicos voltados aos profissionais de ativa e aposentados das Refinarias de Paulínia (Replan), Capuava (Recap), terminais da Transpetro e usinas termelétricas. Os aposentados e interessados em assuntos nacionais e internacionais do setor petrolífero também poderão se inscrever em canais específicos de interesse.

Como participar?

Primeiro, clique neste link: https://zap.sindipetrosp.org.br/

Em seguida, escolha um ou mais canais para receber conteúdos no seu WhatsApp. Você terá as seguintes opções:

  1. NÃO SOU PETROLEIRO
  2. QUERO SABER TUDO
  3. RECAP
  4. REPLAN
  5. TERMINAIS
  6. UTE’s
  7. ESBRAS
  8. ADMINISTRATIVO
  9. APOSENTADOS

É muito importante que você tenha instalado no seu aparelho o aplicativo WhatsApp ou esteja usando o WhatsApp Web no seu computador.

Nesses canais, apenas o administrador do grupo poderá fazer envios. A ideia é distribuir informações oficiais do Sindipetro-SP e evitar a circulação de fake news, boatos, mensagens repetidas ou conteúdos que não estejam relacionados com a pauta.

Gostou da ideia? Quer convidar mais pessoas?

Basta copiar o link do Zap Sindipetro e compartilhar nos seus grupos e listas para que seus contatos também acompanhem as novidades da categoria no celular.

E para aqueles que não gostam de grupos e mesmo assim querem receber nosso conteúdo, criamos a lista de transmissão. Para se inscrever, basta preencher o cadastro do menu “cadastre-se”. É super simples: apenas inclua um nome, o número de celular (com DDD) do seu WhatsApp e complete as informações.

Importante

Se você ainda não tem salvo o contato do Zap Sindipetro (19) 99667-4648, então adicione-o na lista de contatos do seu dispositivo. é fundamental para que você não deixe de receber todo o conteúdo distribuído.

Posts relacionados

Julgamento do STF invalida demissão sem justa causa em empresas públicas

Maguila Espinosa

Greve contra desmonte do Sistema Petrobrás completa 4 anos

Guilherme Weimann

“Não tem pé nem cabeça manter um bolsonarista em função gerencial na Petrobrás”

Guilherme Weimann