Sindipetro-SP enviará dois ônibus ao ato pelo fim dos equacionamentos da Petros, no RJ

Os ônibus para o ato da Petros sairão de Campinas e Mauá na próxima segunda-feira (29) à noite; as inscrições podem ser feitas pelos telefones das secretarias regionais

petroleiros
Também ocorrerão atos nas bases da FUP e da FNP

Na próxima terça-feira (30), à partir das 10h, centenas de trabalhadores do Sistema Petrobrás, da ativa e aposentados, realizarão o Ato Nacional em Defesa dos Participantes e Assistidos da Petros, com concentração no Edifício Senado da Petrobrás (Edisen), localizado no Centro do Rio de Janeiro (RJ).

O objetivo da mobilização é pressionar a Petrobrás e a Petros a darem uma solução definitiva para os problemas que ocasionaram os equacionamentos, apresentando alternativas que possam eliminar as atuais e novas cobranças que oneram, principalmente, os aposentados e pensionistas. 

O Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro-SP) enviará dois ônibus saindo de Campinas e Mauá na próxima segunda-feira à noite (29). As inscrições para os ônibus podem ser feitas pelos telefones de ambas as secretarias regionais (Campinas: 19 3743-6144/ Mauá: 11 4514-3721).

Leia também: Três meses após aprovar PED de R$ 8 bi, Petros sinaliza com R$ 9 mi aos seus diretores

Nesse ato nacional, estarão presentes trabalhadores representados por sindicatos filiados às duas federações de petroleiros. Pela Federação Única dos Petroleiros (FUP), comparecerão os sindipetros Caxias, Norte Fluminense, Pernambuco/Paraíba, Minas Gerais, Paraná/Santa Catarina e Sindipetro-SP. Pela Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), participarão os sindipetros do Litoral Paulista, Rio de Janeiro e São José dos Campos.

Além disso, também acontecerão atos nas bases dos sindipetros: Bahia, Ceará/Piauí, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná/Santa Catarina, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Sindipetro-SP, pela FUP; além dos sindipetros Litoral Paulista, Rio de Janeiro e São José dos Campos, da FNP.

Reunião mensal dos aposentados

Devido ao ato no Rio de Janeiro, a reunião dos aposentados de Campinas, que ocorreria no dia 31 de maio, foi cancelada. Além disso, a reunião de junho, que inicialmente estava prevista para o dia 28 de junho, foi adiantada para o dia 21 de junho, às 14h.

Posts relacionados

Julgamento do STF invalida demissão sem justa causa em empresas públicas

Maguila Espinosa

Carta de um petroleiro punido

Maguila Espinosa

Conselheiro da Petros se reúne com aposentados em Mauá e São Paulo

Vitor Peruch