Sindipetro-SP avalia com o jurídico encaminhamentos sobre a tabela de turno na Recap

Petrobrás soltou um comunicado aos trabalhadores baseado em uma interpretação da liminar concedida pelo ministro do TST, Alexandre Belmonte

recap
Advogados do Sindipetro-SP entrarão em contato com o ministro Alexandre Belmonte amanhã para denunciar a ilegalidade na conduta da Petrobrás (Foto: Guilherme Weimann)

Nesta terça-feira (19), a Petrobrás soltou um comunicado interno aos trabalhadores informando que implementará em algumas unidades, incluindo a Refinaria de Capuava (Recap), em Mauá (SP), um turno ininterrupto de revezamento de 8 horas, em uma tabela de 6 dias de trabalho por 4 dias de descanso.

A direção do Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro-SP) considera que o comunicado é monocrático, baseado em uma interpretação da empresa sobre a liminar expedida pelo ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Alexandre Belmonte.

No dia 1 de abril, o Sindipetro-SP e a Federação Única dos Petroleiros (FUP) ingressaram com pedido no TST para inclusão no processo e extensão da liminar que define a manutenção das tabelas de turno de 12 horas para unidades da Petrobrás, dentre elas a Recap, sem que isso implique na concordância com a legalidade das tabelas praticadas até 31 de janeiro de 2020.

O setor jurídico do Sindipetro-SP já está reunido e amanhã entrará em contato com o magistrado, informando a ilegalidade na conduta da empresa. Os próximos passos serão informados aqui, no site, e nas redes sociais do sindicato.

Posts relacionados

Petroleiros realizam ato no Dia dos Aposentados e cobram soluções para equacionamentos

Vitor Peruch

Sindipetro Unificado convoca atos na Recap e Replan no Dia Nacional dos Aposentados

Vitor Peruch

RECAP – EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIAS

Ademilson Costa