Sindipetro recebe propostas de tabelas de turno de trabalhadores da Transpetro

Petroleiros poderão enviar sugestões de escala de trabalho e descanso, respeitando as prerrogativas legais estabelecidas pelo Tribunal Superior do Trabalho, até o dia 27 de julho

Propostas poderão ser de turnos de 8 ou 12 horas (Foto: Divulgação)

O Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro Unificado-SP) abriu um canal para recebimento de propostas de tabelas de turno dos trabalhadores da Transpetro – subsidiária integral da Petrobrás responsável pelo transporte e logística de combustíveis.

As sugestões de escala precisam respeitar os termos acordados com o Tribunal Superior do Trabalho (TST), após a última greve da categoria, realizada nos 20 primeiros dias de fevereiro deste ano. As prerrogativas incluem descanso semanal remunerado e interstício de 11 horas – que é o tempo mínimo de repouso entre um turno e outro de trabalho.

Vale ressaltar que a direção da Transpetro abriu a possibilidade de implementar definitivamente a jornada de turno ininterrupto de 12 horas, que está em vigor desde o início da pandemia do novo coronavírus, como forma de minimizar as interações e, consequentemente, evitar o contágio. Com isso, os petroleiros podem sugerir tanto escalas de 8 como de 12 horas – a definição será feita em assembleias em cada uma das unidades.

No caso da jornada de 12 horas, as folgas e dias de trabalho serão distribuídos na proporção 1×1,5 (1 dia de trabalho e 1,5 dia de folga), considerando o ciclo de trabalho de 35 dias. As tabelas não podem ultrapassar o número máximo de 6 dias de trabalho consecutivos, sem descanso.

Todas as propostas podem ser enviadas, até o dia 27 de julho, para o e-mail: tabelas_transpetro@sindipetrosp.org.br

Posts relacionados

Assembleias dão início à resposta dos petroleiros para pauta da Petrobrás

Luiz Carvalho

Petroleiros elegem nova chapa sindical do Sindipetro Unificado

Andreza de Oliveira

Aplicativo Intune coloca em risco trabalhadores e documentos sigilosos da Petrobrás

Luiz Carvalho