Replan: Sindipetro Unificado apoia chapa para eleição da CIPA

A ‘partiCIPAção’ conta com 12 candidatos às 10 vagas disponíveis para os trabalhadores na comissão de prevenção de acidentes; conheça cada um deles

ATUALIZAÇÃO: 17h do dia 14 de agosto

Atual gestão da CIPA foi fundamental para cobrar melhorias da empresa no último ano

Por Guilherme Weimann

Começa nesta segunda-feira (7) a eleição para a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) da Refinaria de Paulínia (Replan), a maior do Sistema Petrobrás e responsável por cerca de 20% dos combustíveis produzidos no país. Todos os trabalhadores da unidade podem votar até a próxima terça-feira (22). A eleição iria inicialmente até o dia 14, mas foi prorrogada até o dia 22 de agosto.

Confira os candidatos no final da matéria.

Prevista em lei, a CIPA é obrigatória em empresas com mais de 20 funcionários. Sua função é reunir empregadores e empregados para fiscalizar e acompanhar as medidas de segurança no local de trabalho, visando a prevenção de acidentes.

De acordo com o cálculo estabelecido pela Norma Regulamentadora nº 5 (NR-5), que leva em consideração o quadro de funcionários, nesta eleição serão ofertadas 6 vagas para titulares e 4 para suplentes, com mandato válido até agosto de 2024. O mesmo número de cadeiras é reservado para indicações dos gestores da Replan.

Por isso, candidatos engajados com os interesses da categoria se juntaram em uma chapa, denominada ‘partiCIPAção’, que é apoiada pela direção do Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro-SP).

Para o atual integrante da CIPA e candidato à próxima gestão, Júlio César Ferreira, são várias as frentes que essa comissão pode atuar: “A CIPA tem grande atuação não só na questão de acidentes, como em vários fatores relacionados ao dia a dia do trabalhador. Por isso, quanto maior a representação dos trabalhadores comprometidos com a segurança, maior a possibilidade de apresentar as demandas e levar para conhecimento de comissões gerenciais. É um ótimo canal para denúncias de irregularidades”.

O petroleiro, que já cumpriu três mandatos na CIPA, completa: “Atualmente, a comissão também está de olho nas questões de assédio moral e sexual. São amplas as atuações e precisamos cada vez mais da participação dos trabalhadores nessas comissões, para ter suas demandas ouvidas e resolvidas”.

Balanço da gestão atual

A atual gestão da CIPA, formada por diversos integrantes com histórico de atuação sindical, lidou com denúncias graves realizadas pelos trabalhadores. Uma delas foi a de que a unidade estava operando com 20% dos seus cilindros de ar comprimido – utilizados por brigadistas em eventuais acidentes – vencidos. Houve uma resposta da empresa para regularizar a situação.

Além disso, a CIPA denunciou que o treinamento de primeiros socorros para os integrantes da brigada de incêndio estava sendo realizado de forma remota, com integrantes ocupando postos na operação da unidade. A gestão da Replan se comprometeu a não realizar mais esse tipo de treinamento de maneira concomitante ao trabalho.

Outra atuação importante da gestão foi na denúncia de que a refinaria estava oferecendo “água potável imprópria para consumo”. Após cobranças da CIPA, uma análise técnica constatou ausência de cloro na água, o que fere a atual legislação. A partir disso, a Petrobrás instalou um sistema provisório e, posteriormente, realizou a troca do sistema de água.

Por essas e outras pautas abordadas e encaminhadas pela CIPA, o Sindipetro Unificado acredita que este é um importante espaço da categoria e, por isso, incentiva que os trabalhadores votem em candidatos alinhados com os seus interesses.

Confira abaixo os candidatos apoiados pelo Sindipetro-SP:

 

 

 

 

Alessandro Angelo Felix de Miranda

Setor: OP/CQ

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Arthur Ragusa Guimarães

Setor: OP/CQ

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cássio Primo de Almeida Garrido

Setor: TEU/TE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cristiane Reis de Sousa

Setor: TEU/TE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Diacir Purcote Junior

Setor: SMS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fábio Vicente Rodrigues da Silva

Setor: OP/CCF

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Flávio Bauer

Setor: OP/HDT

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Gilmar Gonçalves Pires

Setor: SMS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Júlio César Ferreira

Setor: TEU/TE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Leal de Castro

Setor: OP/HDT

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Márcio Pires de Toledo

Setor: IE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Roberto Vasconcellos Rebolla Filho

Setor: OP/HDT

Posts relacionados

Candidatos ao Conselho da Petros participam de assembleias na Regional Campinas

Vitor Peruch

Replan se compromete a cumprir decisão judicial sobre O&M

Maguila Espinosa

Bronca do peão: é preciso valorizar as mulheres da Replan

Maguila Espinosa