Petroleiros realizam ato na Replan em rememoração da greve de 1983

Atividade contou com cerca de 150 pessoas entre petroleiros e apoiadores; celebração segue neste sábado (8)

Petroleiros se reuniram na Replan para celebrar 40 anos da Greve de 1983 9Foto: Marcelo Aguilar)
Ato na Refinaria de Paulínia em rememoração dos 40 anos da greve petroleira de 1983, no dia 7 de julho de 2023.
Fotos: Marcelo Aguilar

Por Vítor Peruch

Na manhã desta sexta-feira (7), aproximadamente 150 petroleiros e apoiadores realizaram um ato na Refinaria de Paulínia (Replan), no interior de São Paulo, em rememoração aos 40 anos da greve de 1983 da Petrobrás. A atividade faz parte de um calendário de atividades que celebram uma das mais emblemáticas greves do Brasil. 

O diretor cassado do Sindipetro Unificado e petroleiro anistiado, Antônio Alencar Ferreira, afirmou que o ato tem a intenção de trazer para o presente as lições aprendidas com a greve há 40 anos. “Aqueles que têm no máximo 45 anos precisam entender que só conquistamos esses direitos que temos hoje por meio de muita luta. Nossa democracia é frágil e sofreu vários ataques nos últimos anos. Celebrar essa greve também é lembrar que precisamos estar em alerta e a luta continua”, opinou.

O petroleiro anistiado Pedro Luiz de Campos, mais conhecido como Pedrinho, relembrou a memória do ex-presidente do Sindipetro e ex-prefeito de Campinas, Jacó Bittar, falecido em 2022. “Jacó nos disse que o importante era fazer a história e eu concordo, mas acrescento que além de fazer a história, é fundamental mantê-la viva, e acho que é isso que estamos fazendo”, apontou.  

Evento

Neste sábado (8), a partir das 9h30, na sede de Campinas (SP) do Sindipetro Unificado, ocorrerá um evento para rememorar os 40 anos da histórica greve de 1983, ocorrida simultaneamente na Refinaria de Paulínia (Replan), no interior de São Paulo, e na Refinaria Landulpho Alves (Rlam), na região metropolitana de Salvador (BA).

Nomeada de Ato político em rememoração aos 40 anos da greve de 1983, a atividade  contará com a presença de trabalhadores de ambas as refinarias que participaram da paralisação na época, além de outros convidados (acadêmicos, sindicalistas e representantes do governo federal). Já confirmaram presença o professor aposentado de Economia da UFBA (Universidade Federal da Bahia) e ex-presidente da Petrobrás [2005-2012], José Sérgio Gabrielli, e a presidenta da Comissão de Anistia, Eneá de Stutz e Almeida.

Posts relacionados

Operadores do Pátio de Coque da Replan estão em greve desde segunda-feira (8)

Guilherme Weimann

Saldo AF: Sindipetro Unificado conquista vitória em ação judicial

Vitor Peruch

Memórias: “A memória pra mim tem sabor de mudanças e atualizações”

Guilherme Weimann