Pauta deliberada pelo Confup será apresentada à Petrobrás nesta sexta-feira

O Sindipetro Unificado organiza ato na Refinaria de Paulínia (Replan) pela manhã, na entrada do turno e na entrada do horário administrativo

Dia de mobilização terá ato na Replan, na manhã desta sexta-feira (Foto: Luciana Fonseca)

[Da imprensa da FUP]

A FUP e seus sindicatos apresentam nesta sexta-feira (11), às empresas do Sistema Petrobrás a pauta para o Acordo Coletivo de Trabalho, cujas reivindicações foram deliberadas pelo XIX Congresso Nacional da FUP, realizado entre os dias 03 e 06/08, em Cajamar (SP). Os sindicatos filiados à Federação realizarão assembleias setoriais e atos no início do expediente para debater com a categoria os principais eixos da campanha. No caso do Sindipetro Unificado, o ato será realizado na Replan, na entrada do turno e na entrada do horário administrativo.

A Pauta

O XIX Confup aprovou a reposição da inflação dos últimos 12 meses pelo IPCA, recomposição das perdas salariais dos últimos anos e ganho real de 3%, além da recomposição dos direitos que foram retirados a partir de 2016, ampliação das conquistas e humanização das relações de trabalho.

A expectativa da categoria em relação à reconstrução do ACT é grande. E não poderia ser diferente, após o agressivo processo de desmonte herdado dos governos Temer e Bolsonaro, que resultou em privatizações e fechamento de unidades, em perdas de direitos, práticas antissindicais, expulsão dos trabalhadores de seus estados, assédios, adoecimentos, suicídios e tantas outras violências que sofremos.

O enfrentamento às opressões e às desigualdades esteve no centro dos debates do XIX Confup, que reuniu mais de 250 trabalhadoras e trabalhadores petroleiros em debates estruturantes para a reconstrução do Sistema Petrobrás e dos direitos da categoria.

Além de definir as pautas de reivindicações que serão negociadas com a estatal e as empresas do setor privado, o congresso aprovou deliberações pela reconstrução da Petrobrás, fortalecimento da indústria naval, anistia e reparação dos trabalhadores demitidos nos processos de privatização e desbolsonarização da gestão.

Os debates reforçaram a importância da unidade para fazer avançar a pauta da classe trabalhadora em um governo de frente ampla e, principalmente, para derrotar a extrema direita, que segue entranhada nos espaços de poder e nas estruturas gerenciais da Petrobrás e subsidiárias.

Recompor e avançar nos direitos

Durante a oficina de planejamento da campanha reivindicatória, realizada após o Confup, foram discutidos encaminhamentos em relação às negociações com o Sistema Petrobrás e calendários de luta. A pauta de reivindicação está sendo formatada pela assessoria jurídica da FUP.

Principais temas da campanha:

AMS e Petros

Efetivo e transferências

Teletrabalho

SMS

Combate ao assédio

Remuneração e jornada

Direitos dos terceirizados

Relações sindicais, anistia e cultura organizacional

Calendário de luta:

11/08 – 11h Ato no Rio de relançamento do PAC, com presença do presidente Lula

11/08  – 17h Entrega da pauta de reivindicações à Petrobrás e subsidiárias

14/08 – Encontro dos trabalhadores com Jean Paul Prates na Fafen PR e na Repar

15 e 16/08 – Marcha das Margaridas, em Brasília

23/08 – Ato no Rio contra os equacionamentos dos PPSPs e em defesa da Petros

25/09 a 09/10 – Eleições para os Conselhos da Petros

03/10 – Grande ato em defesa da Petrobrás, no Rio de Janeiro

 Informativo da FUP para as bases: informativo-fup-09-08-23-1

 

Posts relacionados

Julgamento do STF invalida demissão sem justa causa em empresas públicas

Maguila Espinosa

Carta de um petroleiro punido

Maguila Espinosa

Sindipetro Unificado convoca setoriais para debater alimentação na Replan

Maguila Espinosa