Oito podcasts que abordam a realidade brasileira a partir de múltiplas perspectivas

Atualmente, 28 milhões de brasileiros escutam regularmente programas de áudio com os mais variados temas e formatos

Das pessoas que escutem podcasts regularmente no Brasil, 53% tem entre 16 e 34 anos (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Por Andreza de Oliveira e Guilherme Weimann

A história da comunicação já revelou outros exemplos de coexistência, readaptação e ressurgimento de determinadas mídias de acordo com as demandas de consumo. Mais do que isso, o modelo de produção e, consequentemente, os hábitos sociais interferem diretamente nas escolhas e preferências por determinados meios – e, talvez, pelas mensagens.

Se a ascensão da internet obrigou um reposicionamento da televisão, incluindo novas estratégias de programação e conteúdo, os últimos anos têm sido marcados por uma nova revolução no campo da comunicação: o streaming on demand.

No campo do audiovisual, plataformas como Netflix e Amazon Prime são um dos principais expoentes desse tipo de serviço. Elas permitem ao público escolher um extenso catálogo de filmes ou séries e, mais do que isso, quando assistir. Na prática, essas empresas trouxeram as locadoras para dentro de casa ou do celular, com a facilidade de poder ser acessada quando e onde quiser.

Essa lógica também tem sido utilizada por plataformas como Apple, Spotify e Deezer, que trouxeram as antigas lojas de disco para dentro de aplicativos que podem ser acessados por qualquer smartphone. Nesse ponto, é importante destacar, para além do consumo de músicas, a crescente procura por podcasts.

Leia também: Praia dos Ossos: a história de uma mulher culpada pelo próprio assassinato

De acordo com pesquisa realizada pela Kantar Ibope, de 2020, 28 milhões de brasileiros já haviam adquirido o hábito de ouvir podcasts regularmente – um aumento de 33% em relação ao ano anterior. Do total, 53% possuem entre 16 e 34 anos.

Um dos motivos que podem explicar esse fenômeno é a intoxicação causada pelo excesso de imagens nas redes sociais – intensificada ainda mais durante a pandemia de covid-19, com a explosão das videoconferências e lives. A tribuna da internet nunca se aproximou tanto da metáfora de “uma multidão, sem rosto e coração”, o que tem causado, apesar da hiperconectividade, um sentimento coletivo de solidão.

Além disso, os podcasts permitem às pessoas escutá-los quando estão realizando as mais diversas atividades, como dirigir, tomar banho, praticar atividades físicas, trabalhar, cozinhar ou limpar a casa. Isso tem feito com que o consumo de áudio, que estava cada vez mais restrito no rádio, ganhasse novo fôlego – incluindo novos formatos e temáticas.

Se a televisão possui a característica de ser consumida na sala de estar, geralmente na presença de outros familiares, e a internet a de ter alargado a interatividade ao seu ponto máximo, apesar de ser utilizada de forma individual, os podcasts possuem uma característica tipicamente pessoalizada. Por meio dos fones de ouvido, os programas de sucesso se aproximam de um sussurro ao pé do ouvido.

Com ouvintes assíduos, atraídos por nichos temáticos específicos, os podcasts – dialeticamente – já refletem e fazem parte da realidade brasileira. Por isso, a reportagem selecionou oito produções que se destacam nesse novo, mas já consolidado, mercado de áudio. Confira:

Foro de Teresinha

Coprodução da revista piauí e da Rádio Novelo, o podcast ‘Foro de Teresina’ aborda aspectos da política brasileira e é narrado pelos jornalistas Fernando de Barros e Silva, José Roberto de Toledo e Thais Bilenky. Disponíveis em diversas plataformas de streaming, os episódios do programa são atualizados semanalmente desde 2018. 

Escute aqui.

Meu inconsciente coletivo

Comandado pela escritora e colunista do jornal Folha de São Paulo, Tati Bernardi, o podcast ‘Meu inconsciente coletivo’ aborda temas surgidos nas sessões de terapia vivenciadas pela apresentadora. 

As “neuroses” da romancista são debatidas com especialistas em formato semelhante a uma conversa e o programa é disponibilizado nas plataformas de streaming todas as sextas-feiras. 

Escute aqui.

Cerrados

Apresentado pela jornalista Mara Régia, o podcast ‘Cerrados’ é uma iniciativa da Rede Cerrado com o grupo WWF (World Wide Fund for Nature), que conta histórias da cultura local e de pessoas que vivem para conservar o bioma brasileiro. 

Com depoimentos reais, o projeto busca dar visibilidade para as mais de 80 etnias que vivem na região do Cerrado e que juntas representam 12% da população nacional. Até o momento, foram produzidos 11 episódios – que estão disponíveis nas plataformas de streaming e reprodução de podcast. 

Escute aqui.

Rádio Batente

Promovido pela ONG Repórter Brasil, o podcast ‘Rádio Batente’ é dividido por temporadas e cada uma delas aborda um assunto diferente que, quase sempre, mantém o mundo do trabalho como temática principal. 

Também produzido pela Rádio Novelo, cada temporada do podcast possui características próprias, com identidades sonoras exclusivas.

Com episódios sobre o dia a dia da rotina de trabalhadores de diversas áreas de atuação, a temporada “Jornadas” busca a desmistificação da banalidade da rotina dos servidores públicos. 

Já “Trabalheira” é a temporada que aborda a tecnologia permeando as relações de trabalho e como as máquinas já dominam alguns postos de atuação. 

“Cova medida” tem como temática a história da violência na luta pela terra no Brasil e a impunidade no campo, relembrando assim a história de militantes assassinados. 

Atualmente, o programa vai ao ar todas às quartas-feiras nas mais diversas plataformas de streaming de podcast. 

 Escute aqui

Modus Operandi 

Contando a história de casos criminosos reais, o ‘Modus Operandi’ é comandado por Carol Moreira, apresentadora, roteirista e youtuber e Mabê, escritora e podcaster. 

Com 66 episódios disponíveis, o programa vai ao ar todas às quintas-feiras em nas plataformas de podcast. 

Escute aqui.

Cinema Quarentena 

Surgido a partir da ascensão da pandemia de covid-19, o ‘Cinema Quarentena’ discute produções audiovisuais, como séries e filmes, e apresenta diversas abordagens sobre o que está em alta na indústria cinematográfica. 

Escute aqui

Mamilos

Um dos precursores do ramo de podcasts no Brasil e produzido pela B9, ‘Mamilos’ está no ar desde 2014 e é comandado pelas publicitárias Juliana Wallauer e Cris Bartis.

Denominado como um programa sobre ‘jornalismo de peito aberto’, a produção é semanal e discute os temas mais polêmicos do momento com especialistas, como política, economia, educação, ciência, saúde, comportamento, dentre outros. 

O programa está disponível em todas as plataformas de streaming de podcast.

Escute aqui.

Faxina

Produzido em Boston, nos Estados Unidos, o podcast ‘Faxina’ conta a história de brasileiros que foram para os Estados Unidos em busca de melhores oportunidades de vida e são “varridos para debaixo do tapete” ao terem suas origens ignoradas.

Com relatos de vivências preconceituosas e xenofóbicas, cada episódio do programa apresenta entrevistas com brasileiros que atuam como trabalhadores domésticos para famílias estadunidenses. 

Produzido através de financiamento coletivo, o podcast é narrado por Heloiza Barbosa, que já viveu na pele a temática principal do programa. Disponível em diversas plataformas, o programa conta com episódios novos a cada 3 semanas.

Escute aqui.

 

Posts relacionados

MPF e MPT solicitam plano de reabertura da Fafen para produção de oxigênio

Guilherme Weimann

Exclusivo: Petrobrás registra 1605 novos casos de covid-19 nos últimos dois meses

Guilherme Weimann

Petrobrás descontará horas da greve mesmo com jornada reduzida no teletrabalho

Guilherme Weimann