Oito canais sobre política no Youtube para conhecer em 2022

A lista de canais sobre política no Youtube busca auxiliar, aqueles que tem interesse no tema, a entender melhor o contexto político-social brasileiro, principalmente em um ano que promete fortes conflitos eleitorais

A maior parte dos youtubers listados são acadêmicos ou estudantes de áreas político-sociais (Foto: Sindipetro-SP)

Por Andreza de Oliveira

Ano eleitoral e o debate político, mesmo faltando meses para as próximas eleições, já está quente. A tensão no cenário brasileiro tem mostrado impacto, inclusive, no exterior.

Com dois principais candidatos de posicionamentos opostos, a polarização política tende a se agravar. Para incluir mais uma opção dentre os principais, popularizou-se a busca por uma terceira via, aclamada, principalmente, por quem diz não querer nem um e nem outro. Entretanto, o candidato que representará essa parcela da sociedade ainda não está definido.

Leia também: Quem são os presidenciáveis e o que pensam da Petrobrás

Para auxiliar no entendimento do contexto político brasileiro e provar que cai por terra o ditado popular de que “política não se discute”, separamos oito canais,  grande parte comandada por especialistas acadêmicos, para mostrar que política se discute sim na defesa pela democracia e direito para todos. Confira a lista:

Chavoso da USP

Estudante de ciências sociais na Universidade de São Paulo (USP), Thiago Torres tem 21 anos e é conhecido pelo codinome “Chavoso da USP”, nome que leva seu canal no Youtube. 

Morador de Paraisópolis, região periférica da Grande São Paulo, Torres expõe para seus mais de 250 mil inscritos, problemas políticos populares e faz análise com base em conceitos acadêmicos e culturais.  

Com linguajar jovem e de fácil compreensão, os principais vídeos de Thiago Torres abordam o populismo penal midiático, a origem da riqueza dos mais ricos e temas políticos populares como o pobre de direita e “esquerda defende bandido?”.

Dimitra Vulcana 

Professor universitário e drag queen, Danilo Lima Carreiro incorpora a Dimitra Vulcana para falar de política no Youtube desde 2018 no canal “Doutora Drag”. Somando quase 35 mil de inscritos, o canal, no início, era um podcast chamado “Hora Queer” – que ainda existe, mas foca nas pautas LGBTQIA+.

Danilo Lima é pesquisador em ciências da saúde e afirma que a ideia do canal é colaborar para uma formação marxista e acessível ao público interessado com análises cheias de humor. 

Jones Manoel 

Pernambucano, professor, escritor e militante do Partido Comunista Brasileiro, Jones Manoel é conhecido por seu canal no youtube com quase 200 mil inscritos em que aborda temáticas marxistas com linguajar popular. 

Jones busca, através de seu canal, formar politicamente os internautas que o acompanham com debates aprofundados sobre história e política brasileira. Os conteúdos são divididos por tipos de vídeos, como entrevista ou live. 

Laura Sabino 

Com mais de 100 mil inscritos, Laura Sabino tem 22 anos, é estudante de história da Universidade Federal de Minas e ativista, discute, em vídeos de aproximadamente 20 minutos e com uma linguagem voltada aos mais jovens, temas relacionados à esquerda desde 2019.

Parte dos conteúdos que produz abordam conceitos acadêmicos como feminismo liberal e marxismo explicados com base em filmes populares, como “O diabo veste Prada” e “Rei Leão”, respectivamente. 

Meteoro Brasil

Com mais de 1,2 milhões de inscritos no Youtube, o canal Meteoro Brasil fala de política e atualidades com um toque de cultura pop.

Os vídeos são pautados diariamente com base no que há de mais quente no cenário político, econômico e social brasileiro. Dentre os mais populares, estão conteúdos de “perfil”, como sobre quem é Olavo de Carvalho, o dono da Havan e Sarah Winter, o quadro responsável por esses conteúdos é o meteoro.doc. 

No fim de 2021, o canal anunciou uma pausa para que um novo estúdio fosse reformado e adequado para abrigar as produções. A expectativa é que o Meteoro Brasil volte ainda este ano para cobrir as eleições de outubro. 

Tempero Drag

Comandado por Rita von Hunty, drag queen do professor e ator Guilherme Terreri, o canal Tempero Drag é um dos mais populares sobre política no Youtube. Com quase 1 milhão de inscritos, por lá são abordados temas político-sociais com humor e arte. 

As temáticas dos vídeos são trabalhadas de formas diferentes, como em entrevistas, vlogs e vídeo-aulas. 

O nome “Tempero Drag” pode ser explicado por conta do motivo da origem do canal: ensinar receitas veganas com humor e conversa política, o enfoque só mudou quando o Guilherme não sabia mais se o público entendia as sátiras dos conteúdos, já que o figurino de Rita é inspirado na tradicional sociedade brasileira. 

Tese Onze

 

Discutindo política com base no ecossocialismo, Fernandes promove debates sobre temas políticos seguindo o viés da esquerda progressista com uma linguagem clara e objetiva, para que mais pessoas possam participar dos debates. 

O Tese Onze já conta com mais de 400 mil inscritos e popularizou-se por tratar de temas espinhosos de maneira cotidiana, com vídeos como: “É possível ser socialista de iPhone?”, “Comunismo para iniciantes” e “Comunista investe na bolsa?”. 

Wari’u

Indígena xavante e influencer, Cristian Wari’u passou parte da vida sofrendo preconceitos relacionados à sua origem, muitas vezes dentro da própria escola. 

Ao entender a falta do debate político e social sobre os povos nativos brasileiros, em 2017 ele criou um canal com seu próprio nome e, com o vídeo “Povos indígenas do Brasil”, atingiu mais de 230 mil visualizações. 

Com quase 40 mil inscritos, o jovem mescla vídeos sobre estereótipos indígenas com conteúdos ambientais, históricos, atualidades políticas e sociais.

Posts relacionados

Dica cultural: Sindipetro recebe 1ª edição da Feira Pavê e Feira de Discos de Barão

Vitor Peruch

Dica cultural: explorando o novo Museu do Ipiranga

Vitor Peruch

5 grandes filmes brasileiros financiados pela Petrobrás

Maguila Espinosa