Livros para entender a questão árabe

Dicas culturais

Elias Antonio Augusto | aposentado Recap |Filme | Gosto muito de um filme nacional de 1978 chamado “A dama do lotação

 Luiz Cividane | operador na Replan |Música | Louco apaixonado” é uma das melhores músicas da Turma do Pagode

Renato Penha | operador na Replan | Livro | Estou lendo o terceiro livro da série literária “Operação Cavalo de Tróia


Livros

Para entender a questão árabe

O recente ataque dos Estados Unidos ao Irã fez o mundo ficar em alerta sobre a possibilidade de um conflito bélico de consequências imprevisíveis. As etnias, os conflitos religiosos e a cultura dos povos árabes e do Oriente Médio muitas vezes é um mistério para nossas cabeças ocidentais. Compreender um pouco mais aquela milenar região ajuda a entender os conflitos modernos. Confira alguns livros que abordam essas temáticas.

Atlas do Oriente Médio

Publicado pela Publifolha,“Atlas do Oriente Médio” é um guia de referência para entender a situação atual de cada país. Ilustrado com fotos, mapas e gráficos, o livro contextualiza a história e a formação político-geográfica da região e explica seus principais conflitos da região.

 

A origem do Estado Islâmico

Nascido em meio à guerra civil do Iraque e Síria, o Estado Islâmico (ISIS) começou a atormentar o mundo em 2014, tornando-se uma poderosa força no Oriente Médio. Atualmente está isolado e parece ter se tornado um perigo menor. O livro do veterano jornalista Patrick Cockburn descreve o conflito por detrás dos acontecimentos desencadeados pela política externa dos Estados Unidos, mostra as diferenças étnicas dos grupos nas disputas pelo poder entre xiitas e jihadistas. Uma leitura imprescindível.

 

Palestina, um olhar além da ocupação

Em visita oficial à Palestina, em 2015, Nilton Bobato (atualmente, vice prefeito de Foz do Iguaçu), Paulo Porto, vereador em Cascável, e Jihad Abu Ali, presidente da Sociedade Árabe Palestina de Foz do Iguaçu, presenciaram a ignóbil realidade da ocupação israelense em território palestino. O olhar sobre essa realidade é retratado neste emocionante livro. O livro ganha especial dimensão com as fotos de Paulo Porto, que captou, além dos encontros oficiais, o dia a dia da população.

 

Porta do Sol

Escrito pelo libanês Elias Khoury, o romance Porta do Sol joga luz sobre fatos, mitos e histórias do povo palestino, oferecendo uma visão e esclarecedora sobre o “labirinto chamado Palestina”. “Uma obra-prima da literatura árabe contemporânea”, definiu o escritor brasileiro Milton Hatoum.

 

O Xá dos Xás

Escrito pelo jornalista polonês Ryszard Kapuscinski, Xá dos Xás narra um Irã pré e imediatamente pós Revolução Iraniana. O autor resgata os fatos históricos que motivaram a queda do último xá, em 1979, e a ascensão do regime fundamentalista — a modernização e enriquecimento do Irã gerados pela alta do petróleo e a importação de diversos elementos da cultura ocidental.

 


Esporte

Quem renovou melhor de “professor”

Os quatro grandes clubes paulistas iniciam 2020 com “novos” técnicos. Três estreiam oficialmente e Fernando Diniz, do São Paulo, que assumiu a equipe no final do Brasileirão do ano passado, está apenas iniciando os trabalhos no tricolor. Na sua opinião, qual dessas equipes melhor renovou sua equipe técnica. Vamos aos pitacos.

Santos – o clube vice-campeão nacional trocou de sotaque, saiu o argentino Sampaoli e chegou o português Jesualdo Ferreira, de 73 anos, tricampeão pelo Porto entre 2007 e 2009. Nos últimos anos treinou o Al Sadd, do Qatar, equipe que largou no meio do ano passou quando chegou a cogitar a aposentadoria. É uma aposta no escuro, talvez motivada pelo sucesso de Jorge Jesus no Flamengo.

 

Palmeiras – o time acerta ao renovar o elenco dando oportunidade à sua base multicampeã, mas foi conservador na escolha do “professor”. Há tempos comenta-se que para Vanderlei Luxemburgo futebol se tornou mais um bussines do que esporte. O convincente desempenho à frente do medíocre elenco montado pelo Vasco da Gama garantiu a Luxa sua quinta passagem pelo verdão. É esperar para conferir.

 

Corinthians – Tiago Nunes chega após o fiasco do time sob o comando de Fábio Carile. Nunes vem valorizado após vencer a Copa do Brasil pelo Atlhetico Paranaense. Começou botando banca, isolando alguns medalhões, como Ralph. Tiago Nunes nunca foi testado em um grande clube do eixo Rio-São Paulo, pega o timão em crise financeira e política e terá de mostrar rapidamente seu valor.

 

São Paulo – O grande desafio de Fernando Diniz será impor seu “intelectualismo tático” no atual, e limitado, elenco do tricolor. Em sua recente passagem pelo Fluminense foi demitido após deixar o time na 18ª posição. Assumiu o São Paulo em setembro e, em 16 jogos acumulou sete vitórias e cinco derrotas, retrospecto pouco animador.

Notícias Relacionadas

Oito filmes com a temática indígena para ver na quarentena

Guilherme Weimann

Lian Gong: Exercícios para o corpo e a cabeça

Andreza de Oliveira

Oito filmes sobre questões trabalhistas para ver na quarentena

Guilherme Weimann