Golpe: Sindipetro-SP não realiza ligações solicitando depósito

Petroleiros aposentados têm relatado ligações golpistas de indivíduos que se passam por advogados do Sindipetro-SP e pedem quantia em depósito para recebimento de crédito

Sindipetro-SP alerta para tentativa de golpe e alega que não realiza nenhum tipo de cobrança por telefone (Foto: Reprodução)

Por Andreza de Oliveira

Nesta segunda-feira (23), o Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro-SP) recebeu denúncias sobre a tentativa de golpe a três aposentados da Petrobrás. Os trabalhadores receberam telefonema de um número de Brasília (DF) que se passava pelos advogados do sindicato, José Cremasco e João Faccioli.

Os golpistas, ao contatarem os aposentados, pediram retorno telefônico no número (11) 3136-0363, diferente do telefone do sindicato, e o depósito de uma quantia para que o associado fosse contemplado com o recebimento de um crédito.

O Sindipetro Unificado-SP e o escritório de advocacia Cremasco e Faccioli trabalham para impedir que novas chamadas de golpe sejam realizadas e alerta que ambas as entidades não realizam nenhum tipo de cobrança dos associados do sindicato por telefone.

Denúncias e maiores informações

Disponíveis para denúncias e maiores informações, os únicos telefones de contato do Sindipetro Unificado-SP são:

Regional Campinas – (19) 3743-6144

Regional São Paulo – (11) 3255-0113

Regional Mauá – (11) 4514-3721

Posts relacionados

Conselheiro da Petros se reúne com aposentados em Mauá e São Paulo

Vitor Peruch

Conselheiro da Petros visita a Replan e dialoga com aposentados em Campinas

Guilherme Weimann

Conselheiro da Petros, Radiovaldo Costa fará reuniões nas sedes do Unificado

Vitor Peruch