8 de Março: confira onde tem ato do Dia Internacional da Mulher

“A fome é um ponto central”, afirma Melayne Macedo dirigente da Central de Movimentos Populares

Mulheres em Ato
Além da Marcha Mundial das Mulheres, outros movimentos estão organizando atos para o dia 8 de março (Foto: AFP)

Publicação de Brasil de Fato

A Marcha Mundial de Mulheres divulgou a lista preliminar dos locais em que ocorrerão atos no dia 8 de março de 2022, Dia Internacional de Luta das Mulheres. “Pela Vida das Mulheres, Bolsonaro nunca mais! Por um Brasil sem machismo, sem racismo e sem fome!” é o lema nacional das mobilizações deste ano. Estão previstas manifestações em todas as regiões do país.

Além da Marcha Mundial das Mulheres, outros movimentos estão organizando atos para o dia 8 de março, como o Coletivo de Mulheres da Central de Movimentos Populares (CMP), que estará presente em pelo menos 15 estados.

Segundo Melayne Macedo, do Coletivo de Mulheres da CMP de Pernambuco, “infelizmente a pandemia agravou o cenário de violência contra a mulher e exige uma maior mobilização social. O discurso de ódio de Jair Bolsonaro também tem se espalhado e faz de nós, mulheres, sermos alvo preferencial dos machistas. Precisamos lutar contra isso. Não somos números, precisamos resistir para existir. A resistência e mobilização das mulheres é uma potência de transformação latente”.

Confira os atos agendados:

Sul

Porto Alegre (RS) – 18h, na Esquina Democrática
Caxias do Sul (RS) – 18h, na Praça Dante
Curitiba (PR) – 16h30, na Praça Santos Andrade
Guarapuava (PR) – 17h, no Terminal da Fonte
Foz do Iguaçu (PR) – 17h, em frente ao Bosque Guarani (TTU)
Londrina (PR) – 17h30, no Calçadão
Apucarana (PR) – 18h, na Praça Rui Barbosa
Florianópolis (SC) – 12h, Ticen
Chapecó (SC) – 9h, na Praça Central
Joinville (SC) – 18h, na Praça da Bandeira
Lages (SC) – 9h, na Associação de Moradores e Amigos do Bairro Popular
São Miguel do Oeste (SC) – 9h, na Praça Municipal Walnir Bottaro Daniel

Sudeste

São Paulo (SP) – às 16h, no MASP
Campinas (SP) – 16h, no Largo do Rosário
Belo Horizonte (MG) – 16h30, Na Praça da Liberdade
Juiz de Fora (MG) – 17h, na Praça da Estação
Uberlândia (MG) – 16h30, na Praça Ismene
Divinópolis (MG) – 15h30, no quarteirão fechado da rua São Paulo
Ouro Preto (MG) – 15h30, na Praça Tiradentes
Ipatinga (MG) – 8h, na Praça Primeiro de Maio
Barbacena (MG) – 16h, na Praça dos Macacos
Ponte Nova (MG) – 17h, na Praça dos Palmares
Vitória (ES) – 14h, na Praça Costa Pereira
Rio de Janeiro (RJ) – 16h, na Candelária

Centro-Oeste

Brasília (DF) – 17h, no Museu da República
Campo Grande (MS) – 8h, na Avenida Afonso Pena com a 14 de Julho
Goiânia (GO) – 9h, na Catedral Metropolitana

Norte

Belém (PA) – 17h, na Praça da República
Ananindeua (PA) – 7h, na DEAM, Cidade Nova 5, We 31, 1112
Marabá (PA) – horário a definir, na Praça São Francisco

Nordeste

Maceió (AL) – 8h, na Praça dos Martírios
Recife (PE) – 15h, no Parque 13 de Maio
Mossoró (RN) – 16h, na Praça da PAX
Natal (RN) – 14h30, na Praça Gentil Ferreira
Salvador (BA) – 14h, na Praça do Campo Grande
Santo Antônio de Jesus (BA) – 17h, na Praça Padre Mateus
Cajazeiras (PB) – 16h, na Praça Leblon
São Luís (MA) – 15h, na Praça Deodoro
Aracaju (SE) – 9h, na Reserva da Mangaba
Fortaleza (CE) – 13h, na Praça do Ferreira
Cariri (CE) – 8h, na Praça da Prefeitura (Crato)
Sobral (CE) – 17h, no Arco do Triunfo

Posts relacionados

Ainda dá tempo de privatizar a Petrobrás no governo Bolsonaro?

Andreza de Oliveira

Trabalhadores encerram greve na Replan com conquistas para a categoria

Guilherme Weimann

No 1º trimestre, acionistas privados da Petrobrás lucram 19 estádios do Corinthians

Sindipetro-SP