Bronca do Peão: confusão na logística do transporte prejudica petroleiros e empresa

Além de custos extras para Petrobrás, problema afeta trabalhadores que sofrem com duplicidade de veículos e itinerários sem critérios claros

replan
Trabalhadores e trabalhadoras da Replan relatam problemas na logística de transporte e dificuldade para entrar em contato com os responsáveis (Foto: Vinicius Denadai/Sindipetro Unificado)

As constantes trocas de contratos da equipe de programação têm gerado inúmeros problemas de logística do transporte na Refinaria de Paulínia (Replan), causando muita insatisfação entre os usuários. 

Ultimamente, tornou-se comum que o trabalhador e trabalhadora se depare com a falta de programação, atrasos ou mesmo duplicidade de veículos (dois carros programados para a mesma viagem). Isso sem contar o itinerário que parece ser feito sem seguir qualquer critério.

Essa situação gera consequências diretas para os trabalhadores, que enfrentam dificuldades para cumprir seus horários de entrada e saída, além de comprometer a qualidade de vida no ambiente de trabalho, devido aos constantes atrasos e imprevistos. Além disso, os custos operacionais da Petrobrás também são impactados negativamente, com desperdício de recursos em decorrência da falta de eficiência na gestão logística.

Nos últimos 40 dias, os trabalhadores relatam que a situação piorou ainda mais, com uma deterioração significativa na qualidade do serviço prestado pela equipe de programação dos transportes. E, como se não bastasse o problema não ser resolvido, os petroleiros e petroleiras têm relatado dificuldades para entrar em contato com os responsáveis pelo setor, encontrando linhas ocupadas ou mensagens não respondidas, o que agrava ainda mais a situação e dificulta a resolução dos problemas enfrentados no dia a dia.

Diante desse cenário, é urgente que medidas corretivas sejam tomadas pela gestão da Replan e da Petrobrás como um todo. É fundamental que sejam estabelecidos processos mais eficientes e transparentes na programação e operação dos transportes, garantindo que os trabalhadores possam realizar suas atividades de forma adequada e sem prejuízos para sua saúde e segurança.

Além disso, é imprescindível que canais de comunicação eficazes sejam disponibilizados para que os trabalhadores possam reportar problemas e solicitar ajustes com facilidade e rapidez. Somente assim será possível superar os desafios atuais e restabelecer um ambiente de trabalho mais produtivo e satisfatório para todos os envolvidos.

É hora de a Petrobrás agir com responsabilidade e comprometimento, buscando soluções efetivas para os problemas enfrentados na logística da Replan. Afinal, a eficiência operacional e o bem-estar dos trabalhadores são fundamentais para o sucesso e a sustentabilidade da empresa.

Posts relacionados

Bronca do Peão: Viveiro de cascavéis e outras serpentes

Vitor Peruch

Bronca do Peão: Recap erra o arremesso ao colocar Hortência no kick-off da PPI 2024

Vitor Peruch

Bronca do peão: O sabor da precarização que nos dá azia

Vitor Peruch