Bronca do Peão: as fake news do pelego gerencial

Nossa agência de combate às mentiras dá o recado a gerente pelego que tenta desmoralizar quem luta por seu emprego

Tem pelego que não respeita nem quem segura a onda quando ele mais precisa

Por Bronca do Peão *

Na semana passada, os trabalhadores de algumas refinarias, em especial a Recap e a Replan, tiveram seus adiantamentos atrasados sob a falácia de que pagar em dia e conforme o combinado seria uma benesse da Petrobras.

Poderíamos nos ater às questões jurídicas que sabemos que nem o mais reacionário acredita de fato. Mas, hoje a agência de combate às fakes irá se dedicar a desmentir a mensagem de um “gerentinho” metido a besta. Parece que ele ainda não percebeu que são esses trabalhadores que mesmo sem remuneração seguraram a última emergência.

Vejamos partes da mensagem (a integralidade ninguém merece ter que ler) e nossa resposta para cada pedacinho das bobagens que o “jenio” escreveu:

Segundo ele, “… já sabemos quem é quem” … também sabemos. Nós que fizemos movimento, defendemos o direito dele também ter emprego. Dele e de seus asseclas que se escondem atrás da mesa e de um carguinho ao qual ele venderam a alma, a ponto de ter que descer em assembleia quando a sede manda e votar favoravelmente àqueles que querem destruir a empresa e o seu próprio emprego

Importante lembrar que, gerente ou não, pelego ou não, ele é um trabalhador que vive de emprego como os valorosos companheiros e companheiras que fazem a luta. Fique tranquilo, mesmo sabendo quem é você, seguiremos defendendo o seu direito ao emprego, inclusive de ter adiantamento. Afinal, não tivemos adiantamento, mas a Páscoa foi maravilhosa em família, esperamos que a sua dentro da refinaria também tenha sido. Vai preparando o coração, pois, feriados em família sempre serão prioridade para quem luta.

Ele seguiu, “Não podemos permitir qualquer tipo de atitude de desrespeito com NINGUÉM, seja ou não da contingência.” Concordamos com você, mas engraçado alguém que se revela todo “pomposo” quando tem a oportunidade de punir alguém, com seu jeito ‘fascistinha de ser’, e que apoia o desrespeito como o corte de adiantamento falar em respeito, não? Falta só reclamar que se sentiu desrespeitado por “ter de” pelegar na Páscoa!

Carreira de quem humilha trabalhador para crescer tem prazo curto, fica esperto, pelego (Foto: Reprodução)

Tem mais ainda, “… caso ocorra (desrespeito) traga para os CTO`s e para mim, de imediato!!” Chega a ser cômico um sujeito desses não saber nem que pra que serve um CTO, sugiro a leitura da descrição das atividades da função.

Acima mostramos a incoerência e as limitações cognitivas desse “jenio”, que busca referência de meritocracia em pessoas como o ex-gerente Executivo de recursos humanos, Claudio Costa, que acaba de ser demitido. Segundo comunicado pela própria Petrobras pelo crime de usar informação privilegiada para benefício próprio ao negociar ações na Bolsa de Valores poucos dias antes de a empresa anunciar o lucro recorde no quatro trimestre de 2020.

Agora queremos mostrar a mentira maior: “Recebi uma informação aqui de que o sindicato orientou as pessoas a agredirem moralmente quem entra (carinhas de “bravinho” seguem no texto).”

Sobre essa última inverdade, queremos reafirmar o que os trabalhadores ouvem em TODAS as assembleias, que não devemos desrespeitar ninguém, que devemos ser profissionais e não entrarmos em provocações.

Fica tranquilo, o sindicato prega uma relação sempre pautada na certeza de que trabalharemos muitos anos juntos e que para isso o respeito deve ser sempre mútuo. Só não espere ser convidado para um churrasco dos grupos, você não tem grupo, não tem amigos e geralmente gente como você sempre é descartado pela companhia. Ainda mais em gestões como essa que “governa” a nossa empresa hoje.

Casos como o seu já vimos muitos, a prepotência, a arrogância e a vontade de espezinhar o trabalhador sempre acabam em uma carreira melancólica e triste, pois assim como a gente aqui vê sua incompetência, teus pares também logo vão perceber que você mais atrapalha do que ajuda!

E, peleguinho, quem diria que assim como você tem seus informantes nós também temos os nossos. A diferença é que não nos escondemos e nem baixamos a cabeça. Já você precisa sempre se esconder atrás de um grupo de WhatsApp, citando “fontes”, “informações” e mentiras.

A nossa postura é comprovada em situações como a da emergência na Recap, mesmo depois de tudo que você fez, os trabalhadores seguraram a onda, mostraram profissionalismo e competência e mantiveram a refinaria em pé sem nenhum problema ou provocação de nossa parte.

Fica em paz, mas pare de mentir, nós sabemos o que você ‘fez no verão passado’ e sempre estaremos aqui para defender seu emprego quando for escanteado por esses que você venera.

Seguimos de cabeça em pé e coluna ereta. Experimenta isso uma vez, vai te fazer bem!

* Texto enviado por petroleiro da base que preferiu não se identificar

Posts relacionados

Operações envolvendo informações privilegiadas da Petrobrás continuam sem respostas

Guilherme Weimann

Petroleiros acionistas se unem em defesa da Petrobrás

Andreza de Oliveira

Ações do Supremo para ampliar terceirização não podem ser esquecidas

Luiz Carvalho