Assembleias discutem luta contra privatização da Petrobrás e contribuição assistencial

Os encontros acontecem entre 8 e 18 de dezembro, de forma presencial e virtual

Petroleiros querem intensificar luta contra privatização da empresa (Foto: Sindipetro-SP)

A partir desta quarta-feira (8), começa o ciclo de Assembleias Gerais Extraordinárias que têm como pauta a luta contra a privatização da Petrobrás e, consequentemente, as contribuições assistenciais para financiar as ações. 

O principal objetivo da Assembleia é a votação pela mobilização e estado de greve contra o projeto de lei que o governo Bolsonaro vem formulando nos últimos meses para privatizar a empresa.

Confira o Edital de Assembleias aqui.

“O plano do atual governo é entregar o maior patrimônio do país, que é a Petrobrás. Entretanto, a luta e organização dos petroleiros tem conseguido atrasar o cronograma que previa a venda de oito refinarias da empresa ainda neste ano de 2021. É justamente essas mobilizações que precisam ser intensificadas nos próximos meses”, afirma o coordenador do Sindipetro-SP, Juliano Deptula. 

Para isso, haverá prestação de contas sobre a taxa assistencial que deverá servir como respaldo para as mobilizações do movimento sindical petroleiro no próximo ano.

As taxas assistenciais visam o fortalecimento das campanhas sindicais, como ações de rua, caravanas e demais mobilizações que possam ocorrer contra a privatização da Petrobrás a partir do ano que vem. Caso aprovado, durante quatro meses, será descontado 1,5% do salário líquido de todo o efetivo (salvo aqueles que optarem pela retirada de seus nomes), valor este que não incide em férias, décimo terceiro e nem adicionais de transferência e escolar. Do valor equivalente a 1,5%, 0,75% será destinado à Federação Única dos Petroleiros (FUP) e 0,75% ao Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro-SP). 

Após o encerramento do ciclo, serão enviados ofícios à Petrobrás sobre o resultado das assembleias. 

Confira abaixo o calendário das próximas Assembleias Extraordinárias:

Terminais

08/12: 7h – Term. de Barueri

09/12: 7h – Term. de São Caetano  

09/12: 7h30 – Term. Senador Canedo 

10/12: 7h – UTE – FEG | 13h30 Term. Brasília/ESBRAS (No pátio do Term. de Brasília) 

13/12: 7h – Term. de Guarulhos 

14/12: 7h – Term. de Guararema

*Os trabalhadores dos terminais de Ribeirão Preto, Uberlândia e Uberaba deverão participar por meio do link da assembleia virtual.

Refinaria de Capuava (Recap)

14/12: 07h – Turno B | 15h – Turno D | 23h – Turno C

15/12: 07h30 – HA

16/12: 07h – Turno E | 23h – Turno A

Refinaria de Paulínia (Replan)

08/12: 7h – Grupo 5 

10/12: 19h – Grupo 1 

13/12: 7h – Grupo 3 

14/12: 19 – Grupo 2 

17/12: 7h – Grupo 4 

Assembleia virtual 

15/12: 18h – Link de acesso: https://meet.google.com/mah-woid-vsn 

(Para ter acesso a sala é necessário preencher o nome completo ao acessar o link).

Os trabalhadores/as da TBG, do administrativo das refinarias e terminais e do turno em horário administrativo (home office), poderão participar da assembleia virtual ou em qualquer data no calendário divulgado acima. Todas as assembleias ocorrerão em segunda convocação nos horários divulgados acima.

Posts relacionados

Petrobrás tenta implementar turno 3×2, apesar de vitória da categoria na Justiça

Guilherme Weimann

PEC do Estado de Emergência pode abrir espaço para privatização da Petrobrás

Guilherme Weimann

Com a privatização da Eletrobras, governo ensaia venda da Petrobrás

Guilherme Weimann