8 de março: FUP publica depoimentos de mulheres petroleiras

Material também está sendo distribuído de forma impressa em todas as bases do país

mulheres
Coletivo de Mulheres Petroleiras foi criado em 2012

Neste 8 de março de 2023, o Coletivo de Mulheres Petroleiras reuniu depoimentos que mostram a essência, a inspiração e o propósito das trabalhadoras da Petrobrás. Em algum momento da vida elas decidiram participar do movimento sindical petroleiro. Quais eram seus anseios quando tomaram essa decisão e onde encontram motivação para a luta?

Lutar contra a desigualdade de gênero dentro do sistema Petrobrás e pelos direitos relacionados à condição de ser mulher, embora sejam fatores importantes, pois resultaram em conquistas como a instalação de salas de aleitamento nas unidades e a garantia de adequação de atividades das mulheres grávidas ou em período de aleitamento, não são as únicas razões a levar alguém a participar do Coletivo de Mulheres Petroleiras.

O Coletivo já deixou claro que sua participação não se limita a estar presente em mesas destinadas a grupos minorizados e sub-representados. As mulheres petroleiras vieram ocupar espaços no mercado de trabalho e também os espaços políticos e de poder. Elas estão presentes nos sindicatos e na federação para falar e decidir sobre economia e política, para discutir todos os temas relacionados à cadeia do petróleo, desde pensar a melhor solução para problemas operacionais numa refinaria a decidir o posicionamento estratégico da companhia no campo da geopolítica do petróleo, e o mundo do trabalho.

Esperamos que essas histórias e vivências sirvam de farol para outras petroleiras e que, assim, tenhamos cada vez mais mulheres no movimento sindical.

8 de março

mulheres petroleiras

 

 

 

Posts relacionados

Vigília pelo fim dos PEDs: Entidades estão acampadas em frente ao Edisen

Maguila Espinosa

FUP aprimora estratégias para as próximas mobilizações

Vitor Peruch

Sindipetro Unificado convoca assembleias para tratar sobre relação de custeio da AMS

Maguila Espinosa