Desmonte da Petrobrás ganha apoio do ministro Toffoli

Depois do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), o projeto de desmonte da Petrobrás no governo Bolsonaro ganhou mais um aliado, o ministro Dias Toffoli, presidente do Superior Tribunal Federal (STF). No sábado (12), ele derrubou a decisão do colega Marco Aurélio Mello, assinado em dezembro, que impedia a Petrobrás de continuar vendendo sem licitação dezenas de concessões de petróleo e ativos por todo o país.

Toffoli liberou geral a venda de ativos e a Petrobrás já avisou que “retomará a publicação de eventuais oportunidades relacionadas a novos projetos de desinvestimentos de E&P, seguindo o curso normal de seus negócios”.

Segundo a FUP, pelo menos 178 concessões em campos maduros de petróleo em terra e águas rasas e profundas estão sendo negociados pela estatal, sendo que mais 180 campos também estão na lista para serem entregues.

Posts relacionados

Quem são os presidenciáveis e o que pensam da Petrobrás

Andreza de Oliveira

Petroleiros realizam ato nacional para denunciar venda da Refinaria Landulpho Alves

Guilherme Weimann

Black Friday: Governo faz liquidação para entregar Sépia e Atapu, na Bacia de Santos

Sindipetro-SP